quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Tudo que é teu, é meu! (parte 2)

Oi Girls and boys, Vi, escrevendo..

Queridas e queridos continuando com o assunto do post anterior, sobre pessoas sem noção, abusadas, que querem administrar nossos recursos financeiros e bens (se você não leu, leia aqui, para entender).

A Dalva no post anterior comentou sobre pessoas que chegam na hora do almoço em nossa casa e não colaboram nem com o molho do macarrão.




Isso me fez lembrar da historia do churrasco.

Um amigo viu um kit de churrasqueira para vender em promoção, foi lá comprou e ficou vários finais de semana montando a churrasqueira.

Depois de pronta aquele parente sem noção ficou se oferecendo para o churrasco, todas vezes que encontrava com meu amigo, só falava em churrasco.

A parentada se reuniu no final do ano e combinaram o churrasco na casa do meu amigo, cada um levava um quilo de carne, meio quilo de linguiça e seis cervejas.

Além disso teve aqueles que além de levar as carnes, levariam o arroz, o outro a farofa ou outro a maionese.




O dia do churrasco poderia ser maravilhoso, se o sem noção tivesse sido abduzido.

Além de chegar atrasado, chegou de mãos abanando e com a maior cara de pau disse que fez as contas e como cada pessoa só consegue consumir 600 gramas de carne, um quilo de carne e  meio quilo de linguiça era muita coisa.

E como a grana dele estava meio curta, ele achou melhor não desperdiçar .

Um pequeno detalhe, quando eles estavam combinando o churrasco, o abusado ficou quietinho, concordando com tudo, depois fez o que quis.

Pensa que ficou com vergonha de comer o churrasco?
Comeu mais que todo mundo e ainda levou marmita para casa.




Historias sobre gente sem noção é o que mais tem, a gente sempre lembra de uma .

Por exemplo, tenho certeza que 70% das mulheres já foram "vitimas" de uma abusada.

Você compra uma roupa, ou sapato maravilhoso e super caro, para uma ocasião super especial, usou uma única vez (ou ainda nem usou), e guardou com todo cuidado.

Quando chega a abusada e conta a historia que tem um super compromisso e não tem uma roupa adequada para tal evento e se você podia emprestar aquela roupa especifica.



Sua pressão sobe e quase você vai parar no pronto socorro, se você emprestar, pode dar por perdido, se não emprestar, só vai passar por ruim e egoísta para toda humanidade.

A maioria acaba emprestando, e se receber a roupa de volta, porque a maioria só devolve depois de uma briga enorme, a pessoa que emprestou a roupa vai ter que mandar fazer uma análise para saber se era a roupa ou um pano de chão.

A abusada usou a roupa com um desodorante que mancha a roupa, e fumou e deixou cair cinzas que fez buraquinhos na roupa e se não bastasse lavou a roupa na máquina com calça jeans, roupas coloridas, blusa de lã e etc.


Não é fácil e quando dizemos que tais pessoas são descarados, abusados, pensamos em pessoas antipáticas, mal encaradas, mas se elas fossem assim, como conseguiriam tirar alguma coisa de alguém ?



Geralmente essas pessoas são tipo boi sonso, mansinha, calminha, santinha, chega com aquela carinha de pobrezinha, explorada e incompreendida por todos, vitima da humanidade..

Uma pessoa que o discurso é: eu quero ajudar todo mundo, mas nunca sou ajudado por ninguém.

Ela comove os corações de pedra, até mostrar suas garras, então é tarde demais.

E quem é vitima dessas pessoas ainda tem que sofrer calado, porque geralmente por elas terem aquele tipo coitadinha, ela sai falando para todo mundo que você (por ser rica) humilhou ela (pobre) e todo mundo fica com raiva de você.

Você já percebeu alguém olhando torto pra você?
Até atravessou a calçada e fingiu que não te conhece?
Pode ter certeza que já fizeram tua caveira, mas é assim mesmo, quem manda não pagar a "divida histórica com os pobres"?

Semana que vem continuo com mais alguns causos.



Vou me despedindo de vocês

Obrigada pelo carinho e Atenção ..

muitos beijos ..


Meu carinho para vocês:

Imagens:Pinterest

Tchau,Vi

13 comentários:

  1. Putz, ri muito aqui e fui no anterior e adorei as respostas e texto..Gostei da ideia da Dalva, do molho,rs... Eu nem vou começar a falar muito pois "agregados" da família nos colocam em situações assim e não se tocam nuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuunquinha! Aff...Haja saco. E a paciência, ano a ano diminui...A bem d averdade, a minha anda diminuindo dia a dia! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. É, Vi, vc tem razão, quem nunca foi vítima de um "sem noção"?!
    Uma vez emprestei uma bota novinha (nunca tinha usado), ela voltou destruída. Sabe o que eu fiz, dei pra abusada.
    Sem contar que nos almoços de família, sempre tem aquele que leva uma marca de cerveja que nem mesmo ele bebe, aff.
    Aguardando os próximos capítulos
    bjk

    ResponderExcluir
  3. Uma coisa eu te digo: não suporto gente sem noção. Gostei do assunto!

    ResponderExcluir
  4. Adoro pessoas verdadeiras como você. Tenho uma parente que vive comendo na casa dos outros, mas não convida nem para um miojo na casa dela alegando que está sempre doente, precisando de cuidados, atenção, diversão e alimentação. Como vc bem lembrou nesse post, faz o gênero da coitadinha e se queixa de um para o outro. Nas redes sociais só posta coisas sobre caridade, desprendimento, doação e perdão afinal, está spre precisando disso!

    ResponderExcluir
  5. Gente sem noção... quem nunca teve uma pela frente? Texto adorável!

    ResponderExcluir
  6. Afff... e eu que amoooooooo receber, posto no fbook, faço festa com o convidado, preparo tudo com o maior carinho! E uns e outros da FIIIIIRMA joga logo um "eu ninguém convida para a casa dela!". Ahhhh gente, me poupe! Minha casa é meu reino e não é qq bobo da corte que pode entrar! Fazfavor, né ? kkkkk.... Bjs

    ResponderExcluir
  7. Como eu amo o que vc escreve
    👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼
    Este texto foi a cereja do bolo!
    Ranço de gente que se faz de coitada para a humanidade , se faz de boazinha e tira proveito da situação. Chega de escravidão sentimental.
    Mais posts como este!
    ❤️❤️

    ResponderExcluir
  8. E tem...tem muita gente assim! Conheço poucas de meu convívio...mas que tem, tem! Como sempre, adoro os textos!
    Beijos meninas!
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir
  9. KKKKKKK Já tive uma vizinha assim. Eu era pequena mas me lembro que ela era sem noção com a minha mãe que era doente. Um dia disse que estava gripada e levou a roupa do tiro de guerra do filho pra minha mãe lavar e passar. Sabe o que é lavar na mão e passar a farda? Tinha que ficar perfeita e era muito ruim. Minha mãe ficou a tarde toda fazendo isso e, claro, depois disso ficou mal. E tem muita gente assim.

    ResponderExcluir
  10. Rindo muito...pois é o que me resta!!! :D
    Afff
    Beijão Vi.

    ResponderExcluir
  11. Quem não passou por isso? rsrs...Vamos tentando separar o joio.
    Muitos beijos, Ana

    ResponderExcluir
  12. Nossa os parentes da família do meu ex-marido não são de pedir dinheiro emprestado, mas viviam me achando rica, mas ninguém gosta de estudar fazer curso, trabalhar extra etc...ai depois diz que eu tenho sorte, depois quando infelizmente minha renda diminuiu e todos perceberam obviamente por conta do padrão que diminui ainda falam que vc não sabe administrar sua grana afff

    ResponderExcluir
  13. Oi Vi! Bem lembrada a marmitinha dos folgados...Eu sempre gostei das marmitinhas, sempre fazia a mais para as pessoas levarem, principalmente nas festinhas do filho, por isso nunca convidei folgados, era um prazer e quando levo tenho certeza que é merecido.
    Esse lance da culpa é tão comum então prefiro ficar na minha quase sempre.

    ResponderExcluir

Se você soubesse o quanto nos deixa feliz com suas palavras ,falaria mooooito mais !!!

Se você deixou um comentário e nós ainda não respondemos, não fique chateado, ás vezes demora, mas a gente chega lá !!!
Bjus 1000.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Voltar ao topo