29 de novembro de 2020

Sunday Cake- Cupcake de banana caramelada sem glúten e sem lactose

    


Que tal um bolinho sem glúten e sem lactose ? Lindo, de encher os olhos e pra trazer doçura pra quem não pode comer esses alimentos ?

Ele estava idealizado na minha cabeça, e ficou igualzinho a foto.

E o sabor ? Do jeito que eu imaginei. Também, banana caramelada, nozes e chantilly tem como dar ruim ?

A massa pode ser feita em forma tradicional, de furo no meio . Se for fazer na forminha de cupcake ele fica ótimo também, mas não fica com o topinho beeem crescido, mas isso não é problema, já que vai a cobertura.  

Cupcake de Banana Caramelada 
(Sem glúten e sem lactose)

Massa :

1 xícara de farinha de arroz 
3/4 de xícara de açúcar
3 ovos
1/2 xícara de óleo
200 ml. de suco de laranja ou leite de coco
1 colher de sopa de fermento em pó

Misture os ingredientes secos, adicione os ovos e o suco e mexa vigorosamente até ficar uma massa bem lisinha.
Coloque nas forminhas e asse em forno pré aquecido até dourar.

Deixe esfriar e reserve.

Recheio :
Banana Caramelada

3/4 de xícara de açúcar
1/4 de xícara de água
6 bananas médias maduras

Leve o açúcar ao fogo até ele caramelar, não deixe escurecer muito, senão fica amargo.
Adicione a água (cuidado pois pode espirrar) e deixe ferver até dissolver o açúcar, adicione 
as bananas picadas e deixe cozinhar um pouco. A calda vai dar uma engrossadinha, pronto. Reserve .

Chantilly

( Eu usei a nata zero lactose da Verde Campo , não é jabá, é  única marca que encontro zero lactose por aqui)

2 embalagens de nata (200 gramas cada) bem geladas batidas  com 2 colheres de açúcar em ponto de chantilly firme .

1/2 xícara de nozes ligeiramente torradas na frigideira.

Misture metade do chantilly com a banana caramelada já bem fria e as nozes picadas.


Daí é só fazer um furinho no bolinho , rechear e cobrir com o restante do chantilly .

Fica um arraso !

Na verdade esse bolo fica muito saboroso sozinho também, mas a união da banana, nozes e chantilly fez ele ficar digno de post aqui no blog, rsrsrsrsrsr

Espero que gostem e se fizer me diz o que achou ??

Bjus 1000



26 de novembro de 2020

Peanuts

                                              Oi Girls and boys, Vi, escrevendo..


Queridas e queridos  pelo título vocês já devem ter deduzido sobre o conteúdo do post...

Devem ter lembrado do Snoopy, do Charlie Brown, do Linnus, da Lucy, da Patty, do Woodstock entre outros.


Vou escrever sobre o criador desses personagens, o cartunista americano Charles M. Schulz que nasceu em 26 de novembro de 1922 e morreu com 77 anos.

Seus personagens foram inspirados em pessoas do seu cotidiano, assim como algumas histórias foram inspiradas em fatos  de sua vida.

O personagem Charlie Brown representava Schulz na infância,  um menino que tinha um pai que falava alemão e tinha uma barbearia, que por ser o menor da classe (mais franzino) sofria rejeição dos colegas e ia mal nos esportes.


Seus personagens fizeram tanto sucesso que a 'tirinha' chegou a ser publicada em 2600 jornais, com um número estimado de 355 milhões de leitores, em 75 países, traduzido em 40 idiomas , em 1996 ganhou uma estrela na calçada da fama de Hollywood.

Aproveitando que falta 29 dias para o Natal, recomendo que vocês assistam no Youtube 'É Natal de novo Charlie Brown' e ajudem aos personagens a descobrirem o Verdadeiro significado do Natal, se é a alegria de receber ou a alegria de se dar?


O significado do Natal: 


Vou me despedindo de vocês
Obrigada pelo carinho e Atenção ..
muitos beijos ..
                                   Meu carinho para vocês: 
                                                                Tchau,Vi

22 de novembro de 2020

Sunday Cake- Bolo de coco Fofinho sem glúten e sem lactose


Que tal  um bolinho mega fofo e ao mesmo tempo molhadinho, e sem glúten e sem lactose ?

#quero !!

Só ele sozinho é perfeito ! Mas se você quiser ele festivo , é só jogar uma cocadinha por cima, pronto, sem glúten, sem lactose e DELICIOSOOOO !!

É tão fácil, tão fácil que eu só não fico com vergonha de postar, porque eu sou sem vergonha mesmo #falomesmo !!! rsrsrss 

Eu nem vou falar muito, porque contra fotos não há argumentos !

Bolo de Coco 
Sem glúten e sem lactose

1 xícara de farinha de arroz
1 xícara de açúcar
1 xícara de coco ralado (eu uso o fresco)
1 colher de sopa de fermento em pó
1/2 xícara de óleo de milho
3 ovos
200 ml de leite de coco

Modo de fazer ? Só misturar os secos e depois adicionar os ovos , o óleo e o leite de coco.
Untar uma forma com óleo e salpicar açúcar (que vai fazer uma crostinha doce, déli )

Difícil toda vida né ? srrsrsrsrs


Se fizer me conta ?


Bjus 1000 !!!


 

19 de novembro de 2020

Estrelas da bandeira.

                                          Oi Girls and boys, Vi, escrevendo..


Queridas e queridos aproveitando que hoje (19 de novembro) comemoramos o dia da Bandeira (aqui no Brasil), vou escrever sobre as estrelas que fazem parte da bandeira e o que elas representam.


Cada estrela representa um Estado da federação e tem um detalhe importante, as estrelas e constelações representadas, correspondem ao aspecto do céu do dia 15 de novembro de 1889 às 8:30 horas no Rio de Janeiro.

Outro detalhe, na bandeira a imagem esta espelhada, por exemplo, se olharmos para o céu, vamos ver a Cruzeiro do Sul invertida.


Algumas dessas estrelas não são visíveis o ano todo, depende do movimento da Terra, algumas podem ser visualizadas no verão, outras no outono, outras no inverno e outras na primavera, mas em algum momento, aquela disposição das estrelas do dia 15/11/1889 acontece novamente.

Vou me despedindo de vocês
Obrigada pelo carinho e Atenção ..
muitos beijos ..
                                   Meu carinho para vocês: 
Tchau,Vi

15 de novembro de 2020

Sunday Cake- Baba ao Rum (Minha versão)

 " Hoje um doce comum na França, o baba ao rum surgiu de uma espécie de salvamento, uma tentativa de deixar mais saboroso um bolo seco afogando-o em vinho. O rum veio com a evolução da receita.

Conta-se que ele foi criado por Nicolas Stohrer, em Paris, na primeira metade do século 18. O primeiro registro do comércio desse doce remete à sua própria doceria Stohrer, casa que ainda existe no coração da capital francesa... 

A receita, explicada no livro "Larousse das Sobremesas" precisa ser feita em duas etapas com um intervalo médio de 48 horas. E não economize no rum, lembrando que ele é a alma dessa sobremesa há mais de dois séculos." (fonte e receita original)


Na verdade a minha Baba, não é a Baba verdadeira... é uma versão rapidex do bolo famosão...

''Porque quem me conhece sabe'' que 48 horas é tempo demais né ?? rsrsrs

No meu ao invés de passas, coloquei damasco e tâmaras que é o que tinha no momento... eu não pus calda, porque não gosto de nada que contenha bebida ...e a geléia usei a de laranja ao invés de damasco...

Daí você pergunta :

Porque cargas d'água fazer uma receita totalmente modificada ??

Porque eu adoro a massa desse bolinho... ela tem uma textura diferente dos bolos normais, acho que por conta do fermento biológico... só por isso, rsrsrs

Quer anotar minha versão ?? 



Baba ao rum

15 gramas de fermento biológico fresco
1 colher de sopa de leite morno
1 pitada de sal
1/2 colher de sopa de açúcar
50 grs. de manteiga
3 ovos ligeiramente batidos
1/2 xícara de amido de milho
1 xícara de farinha de trigo
1 colher de chá de raspas de laranja
1/2 xícara de uvas passas

Calda

1 xícara de açúcar
1 xícara de água
 casca de um limão
1/4 de xícara de rum

Cobertura :
1 vidro de geléia de damasco

Dissolva o fermento no leite, junte o sal, o açúcar, manteiga, ovos e mexa bem. Junte os ingredientes secos e misture bem ( a massa fica molezinha mesmo ) . Acrescente as raspas e a uva passa. Coloque a massa em uma forma de furo central  untada. Cubra com um pano e deixe crescer até dois dedos da borda da forma. Leve ao forno médio por 40 minutos (mais ou menos) até dourar a superfície.

Ferva todos os ingredientes da calda e despeje sobre o bolo ainda quente e na forma. Desenforme depois de frio e cubra com a geléia. 

Se quiser sirva com chantili...

Fica bom, pois a massa fica quase sem açúcar e a geléia dá um tchans, se você não gostar ou não puder com nada alcoólico, pode fazer a calda sem a bebida, lembrando que a Baba não será ao Rum !!!

Então é isso, baba ao rum sem rum, porque eu nunca faço nada como deve ser feito, rsrsrs


Bjus 1000 e uma semana linda para todos !!




Subir