terça-feira, 25 de abril de 2017

Pão de batata com catupiry



Já contei que já fiz curso de padeira né ? Pois é sou padeira formada  benhê !

Na época que fiz o curso a professora até me chamou pra trabalhar na padoca dela...

Eu acabei não indo, porque na época eu era "xóvem" e não me via trabalhando numa padaria..., queria trabalhar com confeitaria (sabe aquela coisa , de nunca saber o que realmente queremos ? então...)

Hoje não sou mais tão "xóvem", já fiz estágio em alguns lugares, mas não me vejo trabalhando numa padaria, apesar de amaaaaaar pães...

Acho que até gostaria de fazer meus pães artesanais e vender por ai, tipo numa bicicletinha charmosa, eu as baguetes, umas flores e de preferência na França, rsrsrsrs

Mas desde que aprendi a mistura sagrada , nunca mais deixei de fazer pães... já fiz de todo jeito, doce, salgado, simples, recheado..., e sem falsa modéstia, meus pães são 
moooito bons !!

Mas o pão de batata foi meu "primeiro pão recheado", o clássico da padoca do Tacho !

E ele é tão fácil e rápido pra fazer que resolvi dividir a receita com vocês .


O segredo é cozinhar a batata, espremer e juntar a manteiga e depois deixar tudo esfriar bem.

Seguindo essa dica, pode ter certeza você vai saborear o melhor pão de batata do mundo !

Pão de Batata com Catupiry 

2 tabletes de fermento fresco para pães
3/4 de xícara de leite morno
4 colheres de sopa de açúcar
01 ovo
1 colher de sopa de sal
50 gramas de manteiga sem sal
250 gramas de batata cozida e amassada ( as melhor é a asterix, aquela rosadinha)
3 xicaras e 1/2 de farinha de trigo (dependendo da qualidade da batata pode precisar um pouco a mais)
1 gema para pincelar
catupiry para rechear

Preparo 

Bater no liquidificador os 5 primeiros ingredientes. despejar numa tigela e acrescentar a batata (já fria e com a manteiga)  e aos poucos acrescentar a farinha de trigo. Vá mexendo e juntando a farinha, sove bem por uns 5 minutos. Deixe crescer por 20 minutos numa vasilha coberta. 
Separe bolinhas de massa, abra e recheie com um pouco do requeijão, pincele gema, polvilhe um pouco de parmesão e deixe crescer até dobrar de volume. Pré aqueça o forno e leve para assar até ficar douradinho !!

Se fica bom ? Ahhhhh... nem te conto, rsrsrsrsrs

Se fizer me mostra ?

Bjus 1000 

quinta-feira, 20 de abril de 2017

De zero até acelga, qual a nota?

Oi Girls and boys, Vi, escrevendo..

Queridas e queridos eu na cozinha sou um fiasco, ás vezes faço algumas coisas comíveis, mas na maioria das vezes faço coisas terríveis.
Mas tem certos alimentos que não colaboram nem com Chefs renomados, imaginem com alguém que quando muito faz arroz, polenta e ovo frito?
Um desses alimentos é a tal da acelga, ela como salada cortadinha fininha não tem muito glamour, mas fica razoável.

Pinterest

Pepa faz o Yakissoba com acelga e fica uma delicia.

Pinterest
De tanto eu perturbar a Pepa, ela fez o tal de Kimchi, prato tradicional Coreano a base de acelga fermentada e muito apimentada.
Os caras comem com uma boca tão boa o tal de Kimchi que eu queria provar aquela "iguaria".
O tal do Kimchi virou adubo, não deu para comer.

Pinterest
Outro dia li uma receita de uma chef famosa, acelga à milanesa assada.
Fui para cozinha disposta a fazer aquela iguaria.

Tem coisas que vale como experiência de vida.

Eu comi, frustrada; ficou duro, meio seco, e com sabor de algo que não valia a pena comer.

Pepa comeu para me dar apoio moral.

E dai surgiu a máxima aqui em casa, é ruim?
De zero até acelga (à milanesa), qual a nota?

E vocês, tem alguma receita com acelga ou vocês também só fazem salada e Yakissoba?

Vou me despedindo de vocês

Obrigada pelo carinho e Atenção ..
 muitos beijos ..
Meu carinho para vocês:
Tchau,Vi
Imagens Pinterest

terça-feira, 18 de abril de 2017

Cuca de banana do Rodrigo Hilbert

Que eu amo programas de culinária não é novidade pra ninguém !!!

Mas o que talvez você não saiba é que eu adoro o estilo roots de cozinhar.

Acho um saco aqueles programas que as pessoas cozinham de luva, touca, "capacete", roupa de astronauta (já, já você vai ver, rsrsrsrs).

Não pense que não sou a louca por limpeza na cozinha, gosto de tudo muito limpinho  . Mas quem na sua casa cozinha de luvas ? 

Aqui eu só uso touca, quando vou cozinhar para outras pessoas que não sejam minha família, porque achar um fio de cabelo na comida é a treva. Mas no dia a dia, vai sem touca, srrsrsrs

Por esse motivo gosto tanto dos programas do Rodrigo Hilbert (além de gato, cozinha muito e constrói fogão... se não estivesse comprometido estaria na minha lista, srrsrsrs)


Mas pode ver, a cozinha com ele não tem segredo... é pápum e fica aquela coisa maravilhosa... sim, fica maravilhosa... eu fiz, srsrrs

Tinham umas bananas aqui dobrando o cabo da boa esperança... olhei no Google e a primeira receita foi a dele... senti que foi um sinal... afinal além de ter aquele colírio para os olhos a receita era fácil... fiz num minuto e uma hora depois estava comendo a melhor cuca ever !!!



Como a Páscoa foi quase ontem, e tem chocolate dando sopa, coloquei uns pedaços... assim, pra dar um tchans !!!

Segui a receita igualinho, sem mudar nada (só coloquei o chocolate) e fica perfeita... perfeita... perfeita... dá pra fazer com outras frutas, mas banana é o tipo de fruta que a gente sempre tem que correr senão perde né ? Então banana na veia !!

Cuca de Banana do Rodrigo Hilbert

1 ovo
 8 colheres de sopa de açúcar
2 colheres de sopa de manteiga
1 xícara de leite morno
2 xícaras de farinha de trigo
2 colheres de sopa de fermento biológico seco instantâneo
1 pitada de sal
8 bananas cortadas em fatias

Misture o ovo com o açúcar e a manteiga até formar uma gemada, adicione o leite morno e mexa bem, adicione a farinha e o sal e misture mais um pouco, adicione o fermento e misture. Reserve e prepare a farofa.

Farofa

5 colheres de sopa de farinha
5 colheres de sopa de açúcar
3 a 4 colheres de sopa de manteiga gelada
canela em pó á gosto

Misture tudo e reserve !!

Unte uma forma retangular, espalhe a massa, depois as fatias de banana e por último a farofa, deixe descansar por 30 minutos e depois leve para assar em forno pré aquecido por mais ou menos 40 minutos. 

Tá pronto !!

Fala sério... isso com um belo café, passadinho na hora... 



E para provar o quanto sou legal, deixo o link do programa pra você ver como esse homi é show !! Não, pera... pra ver a receita na íntegra, srrsrsrsr

E depois de ver, me conta se você também gosta desse tipo de programa, mais roots, sem muita " frescuragem", rsrsrsrsr

Bjus 1000 

domingo, 16 de abril de 2017

Panna Cotta - A melhor sobremesa do mundo !!


Eu amo panna cotta !

Além de ser a sobremesa mais fácil da vida, pode ser servida em qualquer ocasião.

Ela casa bem com o verão, mas se dá super bem com o inverno.

A base é sempre a mesma e o que diferencia é a caldinha que vai acompanhando.


O melhor da panna cotta é que a gente não usa liquidificador, batedeira, mixer... n-a-d-a !!

Misturou, enformou, gelou tá pronta !

Essa  sim é a sobremesa da mulher moderna, rsrsrsr

O único segredo é não exagerar na quantidade de gelatina e colocar o creme na geladeira quando estiver em temperatura ambiente.

A gelatina vai servir para solidificar a sobremesa , não para deixar duuura.

Na verdade a panna cotta deve ser meio molenga e quaaase perder a forma quando é desenformada, ou seja a gelatina passa desapercebida, você não sente ...

Se aparecer uma panna cotta na sua frente e ela for dura... sinto muito, você tá comendo a panna cotta errada.

Colocar na geladeira, em temperatura ambiente, faz com que sua sobremesa fique completamente homogênea. Se colocar muito quente, ela vai se dividir em camadas e isso também descaracteriza a panna cotta.

Dito isso, bora fazer essa delícia ?


Panna Cotta  com calda de Maracujá

500 ml. de creme de leite fresco em temperatura ambiente
1 xícara de leite 
4 colheres de sopa de açúcar demerara (pode ser o refinado )
1/2 fava de baunilha (só as sementes)
2 colheres  de chá + 1/4 de colher de chá de gelatina em pó sem sabor, dissolvida e hidratada em 2 colheres de sopa de água fria.

Leve ao fogo os leites, a fava e o açucar. Mexa bem até dissolver o açúcar e antes que ferva desligue o fogo. Adicione a gelatina e mexa bem.

Deixe esfriar e antes de enformar mexa novamente e coloque em potinhos untados com óleo.

Leve para gelar, por pelo menos 4 horas. 

Desenforme e sirva com a calda .(Pode ser calda de chocolate, morango, caramelo, frutas vermelhas..., a escolha é sua )

Calda de Maracujá 

3 maracujás médios
4 colheres de sopa de açúcar demerara
1/4 xícara de água

Ferva os ingredientes, até que fique brilhante, deixe esfriar e utilize.

Nessa sobremesa, servi com trufas de chocolate meio amargo, que casou divinamente com a calda azedinha de maracujá !!!

Nhammm, delíciaaaa !!

Desejo a você uma Páscoa cheia de paz, saúde e muita alegria !!

Bjus 1000 !!


quinta-feira, 13 de abril de 2017

Como escolher ferramentas .

Oi Girls and boys, Vi, escrevendo..

Queridas e queridos estou precisando comprar uma parafusadeira, estamos fazendo alguns projetos e apertar parafuso manualmente não é nada fácil.
Tenho uma parafusadeira à bateria tão fraca, que só serve para apertar parafuso em cérebro de minhoca.. kkkkkk 
Quero comprar uma bem potente, que sirva para todos meus projetos.
Hoje muitos equipamentos são alimentados por bateria.

Certos equipamentos precisam ser alimentados por bateria, imaginem um celular sem bateria, ligado na rede elétrica, não dá nem para imaginar, não é?
Mas existem equipamentos que conforme a utilização do usuário não necessitam ser alimentados por bateria, mas podem ser alimentados pela rede elétrica.

E isso tem que ser observado com atenção na hora da compra, pois o custo vai ser mais elevado para um beneficio que muito raramente vai ser necessário.

As baterias quando começam descarregar fazem com que o equipamento diminua sua potência.

Trocando em miúdos, uma pessoa tem uma furadeira a bateria, vai fazer um furo, mas a bateria esta com 50% da carga, ela vai ficar lenta, fraca, um furo que seria feito (exemplo) em 30 segundos vai levar 60 segundos para ser feito.



Como um celular, que quando está quase descarregado não consegue abrir alguns aplicativos que consomem mais energia.

Outra coisa que tem que ser observada é o descarte dessas baterias.

Pilhas, baterias, e lâmpadas fluorescentes não podem ser descartadas no lixo convencional, existe lei proibindo isso, elas são constituídas de elementos tóxicos que poluem o meio ambiente e causam doenças como o câncer e etc. 

E encontrar local de descarte dessas baterias nem sempre é fácil.

Eu conheço e já fiz uso de um ponto de descarte na Leroy Merlin, li que a Drogaria São Paulo fornece uma caixa para descarte de pilhas, não sei se eles aceitam baterias.



Outro fator que deve ser observado é a assistência técnica e peças de reposição.

Alguém compra um equipamento importado sem peças de reposição, se der defeito, quais serão as possibilidades de reparo?

Por hoje é só, depois volto com mais algumas dicas sobre escolhas de ferramentas.

E se você conhece postos para descartar baterias e lâmpadas indique no comentário, assim você estará colaborando com o meio ambiente livre de contaminação com metais perigosos.

Vou me despedindo de vocês

Obrigada pelo carinho e Atenção ..
 muitos beijos ..
Meu carinho para vocês:
Tchau,Vi.
Imagens estão no Pinterest
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Voltar ao topo