sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Você puxa a sardinha para seu prato?

Oi girls and boys, Vi, escrevendo ..

Queridas e queridos sei que tem gente que não gosta de peixe, sardinha então, nem se fale..kkkkk( porque existe um preconceito que sardinha é peixe de pobre..)

Eu gosto de peixe de água salgada, e amo sardinha..

Mas não estou aqui para falar sobre peixes..


Estou aqui para falar sobre ser imparcial nas nossas opiniões, no nosso julgamento.

Estou dizendo isso por causa de um comentário aqui no blog no post da Pepa, Relacionamento abusivo.

Como a maioria das pessoas que comentam são mulheres, geralmente nossos posts tem um teor mais feminino, mas faz um tempinho que estamos tendo o privilégio de uma figura masculina comentando nossos posts.

Ele é artesão, e conquistou nossa admiração pela coragem de se envolver com esse universo "feminino".


Observo ele visitando vários blogs (pessoal, de artesanato, de assuntos variados) e participando com comentários, sempre atencioso.

Então Wesley fez o comentário abaixo, e eu fiquei refletindo sobre ser imparcial, se nos colocamos no lugar do outro ao fazer um julgamento.

"Muito interessante o texto e a reflexão por trás dos escritos, o complicado é que realmente a maioria dos relacionamentos começam com ambos mostrando apenas suas qualidades e pontos positivos e quando se vê já se apaixonou-se e está amando o outro, daí vem o abuso que ao meu ver pode partir dos dois lados e não só do homem.. E sair disso depois de ter se entregado é complicadíssimo, mas é preciso estar sempre atento e jamais submeter a situações que tinha total convicção antes do relacionamento.. BjoO grande!!"

Mulheres também podem ser abusivas nos relacionamentos, mulheres também podem praticar assédio sexual, também podem praticar pedofilia, também podem praticar o estupro..


E resumindo a história, algumas mulheres estão aptas para praticar as mesmas barbáries que os alguns homens praticam, ou os mesmos crimes que os sem caráter praticam, basta que tenham oportunidades.

Antes, as mulheres não tinham oportunidades, não trabalhavam fora, não existia internet, não tinham "poder" e etc.

Quando passamos ter oportunidades, algumas mulheres, assim como alguns homens, passaram fazer uso dessa oportunidade para agir exatamente igual àqueles que elas criticavam.


O problema então vai além da questão sexual, de raça, credo, social..
O problema é com o poder, se quem esta no poder tem estrutura psicológica, moral e ética para exercer o poder.

Porque se não tiver, com certeza , seja quem for, vai praticar tudo o que sempre criticou em seus algozes.

Vai puxar a sardinha para seu prato.

Vou me despedindo de vocês

Obrigada pelo carinho e Atenção ..
 muitos beijos ..
Meu carinho para vocês:
Foto: flowersbyann

Tchau,Vi






11 comentários:

  1. Hola Pepa querida !, es verdad hoy en día como la mujer está a la par del hombre y sale a trabajar comete los mismos y peores errores que los hombres no avces es mucho más cruel que ellos , que lamentable que no comprendamos que tenemos un rol importante en sociedad y no necesariamente es estar agrediendo a nuestro prolimo

    ResponderExcluir
  2. É uma ótima reflexão! Eu mesma ja presenciei mulheres cometendo esses erros tão criticados nos homens.

    ResponderExcluir
  3. Bom dia, Vi! Infelizmente, homens e mulheres formam a humanidade! E, portanto, estão sujeitos aos mesmos erros e acertos. Gente ruim não é exclusividade de nenhum tipo de gênero, raça ou credo! Há pessoas ruins e ponto! Pessoas! Porém, ainda existem mais homens abusivos, não sei se por conta da própria formação ou por conta da tradição! O importante é conseguirmos conter a maldade, venha de onde vier!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Muito oportuna a colocação dele, porque se errar é humano, vale para ambos.

    ResponderExcluir
  5. é pra se refletir mesmo, e é triste assumir que isso aconteça pelo os dois lados!!
    Wesley parabéns pela fala!!!
    beijinhos
    http://adeliadanielablog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. oi Vi, é difícil ser imparcial quando o assunto envolve pessoas ligadas a nós, ou se a gente está envolvida, nestes casos, é comum mesmo "puxarmos a sardinha pro nosso prato."
    bjk e bom final de semana

    ResponderExcluir
  7. Oi Vi cá estou eu novamente, mais um ótimo texto, e vindo de vocês não poderia ser diferente.. Hahaha antes de mais nada não quis polemizar hein?! Penso que temos mais prioridade pra falar do peixe que mais gostamos, e nesses casos manter a imparcialidade é algo complexo, acredito ainda que por termos uma sociedade um tanto quanto machista, e o número de abusos ser maior com o sexo feminino é comum ressaltar apenas um lado da história, o mais importante é reconhecer como foi mencionado nos comentários que somos humanos e o erro vem de todos os lados.. BjoO grande e só ressaltando; a admiração é recíproca e o privilégio é meu de poder prestigiar sempre belos post's..

    Att; Wesley Felício

    ResponderExcluir
  8. Oi Vi!!!! É a Vy!!Que bom poder voltar a comentar! Tive que abrir um novo blog, cara nova, logo novo, tudo diferente, menos as artes!! Já estou de volta por aqui pra seguir de pertinho tudo o que escreve!!!
    Espero uma visitinha sua e da Lia no novo bloguito que ainda está cru de tudo, mas vai ficar lindão, prometo. A interface do blogger mudou muito, estou apanhando pra retomar o jeito. Adoro esse cantinho especial e vejo vocês por lá!! Beijos! Vy

    ResponderExcluir
  9. Vi,
    Sim, está certíssimo, essa coisa de violência não se tem gênero mesmo... Há muita mulher por ai que praticam crueldades tb mas acho que a predominância ainda é o masculino. Muito bom saber que existem homens que comentam e que nos faz refletir .

    Bjos e uma boa semana,
    www.dmulheres.com.br
    @dmulheres

    ResponderExcluir
  10. Fui lá no outro post só para entender o assunto todo. E deixei minha opinião por lá.
    Concordo com o Wesley sobre o gênero dos abusadores. Quantas de nós já vimos mães impondo castigos, deveres e condições para com os filhos. Da mesma forma agem com os companheiros ou genitores ou empregados ou quem quer que estejam ao lado. Os abusadores existem porque existem os abusados. Os dois merecem atenção e compaixão. Certamente faltou atenção, cuidado, carinho, elogios, etc. durante a formação desses seres. Infelizmente esse fator os tornou pessoas duras e amarguradas. Daí fazer tudo o que podem para que o outro sofra. Por outro lado o abusado acha sempre que pode "salvar" aquele ser. E assim, a roda gira e a vida se repete. bjus

    ResponderExcluir
  11. A observação é ótima, vai de encontro ao nosso atual mundinho, onde já não se excluem as mulheres da lista dos malvados em potencial.
    Beijosss, Ana

    ResponderExcluir

Se você soubesse o quanto nos deixa feliz com suas palavras ,falaria mooooito mais !!!

Se você deixou um comentário e nós ainda não respondemos, não fique chateado, ás vezes demora, mas a gente chega lá !!!
Bjus 1000.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Voltar ao topo