quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Os maus exemplos dos "deusinhos".

Oi Girls and boys, Vi, escrevendo..

Queridas e queridos quem é pai, mãe, avós, sabem muito bem, que melhor que dar conselhos é dar bons exemplos aos filhos e netos.

Tanto que muitas vezes não conhecemos os pais de uma criança, mas pelo comportamento da criança, já deduzimos como são os pais e vice-versa.


Claro que toda regra tem exceção, tem as tais "ovelhas negras", que seguem o exemplo do capeta, mas não estou falando das exceções..kkk
Eu procuro seguir os bons exemplos que recebi dos meus pais, muito mais da minha mãe, porque perdi meu pai cedo, mas lembro perfeitamente do seu caráter e da sua integridade.

Minha mãe passou valores para nós, que hoje em dia estão em desuso, por exemplo, respeito ao próximo, tratar todas pessoas com dignidade..

A semana passada saiu uma noticia de um juiz que circulava por ai em um veiculo sem placa, sem documentação e sem carteira de motorista e ao ser parado em uma blitz, quis dar a famosa carteirada no agente de transito.

Não conseguindo, processou a agente, que foi punida, pois no nosso país a constituição é violada diariamente, o Artigo 5, que diz que todos são iguais perante a lei, não se aplica aos "deusinhos" .



Você deve estar pensando: a Vi vai dizer que a culpa desse juiz ser assim, são dos pais.

Pode ser que sim, mas pode ser que ele seja a tal "ovelha negra", mas eu quero abordar outro aspecto da questão.

A responsabilidade social que as pessoas, que exercem funções públicas, de autoridade, ou por ter uma escolaridade superior ou poder econômico, tem de dar bons exemplos.



Se evoluimos, é inconcebível que alguém que teve acesso a cultura, informação, oportunidades, continue agindo como alguém que foi privado de oportunidades, a menos que a pessoa tenha alguma demência.

Como se sente o cidadão comum ao ver o juiz, o delegado, o policial, o politico, o doutor e etc., que não respeita ninguém e nada?

Como eu me sinto, como você sente, como seus filhos se sentem?

Vou te dizer como o cidadão comum se sente: na terra de ninguém, quem tem mais, manda mais, pode mais.



Por isso que vemos as pessoas não respeitando mais nada, passam farol vermelho, matam por uma fechada no trânsito, fazem barulho a madrugada toda perturbando o bairro todo,

jogam lixo na rua, leva o cachorro para sujar a calçada do vizinho e etc; e aqueles que já aderiram a vida do crime, matam por um real.

São os maus exemplos praticados por quem tem algum tipo de força ou poder, e que nunca são punidos, que fazem toda sociedade aderir a pratica do erro, do mal e do crime.



Por isso eu acredito que a punição de crimes para aqueles que tiveram acesso a instrução, a cargos públicos, ao "poder", deveriam ser mais severas.

Primeiro para desestimular o crime, segundo, para servir de exemplo.

Porque o cidadão comum iria pensar: se para "o doutor", "o deusinho" a punição foi severa, se eu fizer tal coisa, também vou ser punido!

E os outros "deusinhos" iriam pensar duas vezes antes de sairem aprontando, porque eles iriam saber que no caso deles, a pena por seu delito não seria distribuir meia duzia de cestas básicas, como acontece hoje em dia e quando acontece.

Tem gente que acredita que teve acesso a oportunidades melhores para subir em um pedestal para que outras pessoas o 'venerem' ou no popular , que "puxem seu saco".



Quando o correto seria a pessoa pensar: tenho acesso a tudo isso para dar bons exemplos para aqueles que não tiveram a mesmas oportunidades que eu.

A justiça humana pode ser parcial, mas a justiça de Deus é perfeita:

- De todo aquele a quem muito é dado, muito será requerido; e daquele a quem muito é confiado, mais ainda lhe será exigido. Lucas 12:48

OBS: A Cici do Blog C de Cici, esta comemorando 3 anos de blog e esta fazendo um super sorteio com artigos muito fofos da sua grife.
Corre lá, pois o sorteio vai até dia 09/12.


Vou me despedindo de vocês
Obrigada pelo carinho e atenção..
 muitos beijos..
Meu carinho para vocês:
Imagem: Helen Olivia
Tchau,Vi




21 comentários:

  1. Gurias, casos como esse me enojam e revoltam e pena que cada vez mais vejo pessoas se "achando" mais que outras e imunes às leis e punições. Temo muito pelo futuro d e muitas crianças que vejo hoje. percebem as atitudes da família e assim crescem, achando que tuuuuuuuuuuuuuuuudo podem. Pena! São umas coitadas! bjs, tudo de bom,lchica

    ResponderExcluir
  2. Oi Vi, esses fatos são mesmo tapas na cara da sociedade...a gente se sente mesmo miudinho qdo as regras não são para todos. Acho que pessoas assim que fogem de bafômetro, dão carteirada, se privilegiam de sua posição para obter vantagem pessoal não sentem vergonha, não sentem o menor constrangimento perante seus filhos, pais...Gente, eu sou pobre, mas me preocupo demais em honrar o caráter que meus pais me passaram.De verdade, ando abismada com a falta de caráter das pessoas em suas relações pessoais, sociais e profissionais...em todas classes.sociais.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Infelizmente o nosso país já começou errado, por isso vai de mal a pior. Que nós, pessoas de consciência, possamos dar bons exemplos ainda!
    bjsss e boa semana!

    ResponderExcluir
  4. Vergonha alheia por essa carteirada. Nojo define

    ResponderExcluir
  5. Nossa, Vi. Estou me sentindo super representada no que penso e sinto através do teu texto. Vou levá-lo para a nossa reunião de família. Não que eu precise advertir algum filho, mas pq gostamos de discutir essas questões. Afinal, nossos filhos serão pais um dia. E acredito sim, que muito do que vemos na sociedade, é reflexo de super poderes que muitos pais tem dado aos seus filhos. Conheço um monte de pais que agem assim, enaltecendo atitudes nos filhos que deveriam ser reprovadas.
    Sou tua fã, Vi!

    bjs

    ResponderExcluir
  6. É isso Vi! Falou exatamente o que penso. É muito difícil lidar com o ser humano. Eu sou funcionária pública e vejo como funciona o local onde trabalho, ou seja, as pessoas com as quais trabalho. É inaceitável o conceito que elas têm com relação aos subordinados. Também tive uma educação primorosa e sou muito grata aos meus pais por isso. Adorei o assunto abordado. Bjs e ótima semana.

    ResponderExcluir
  7. Infelizmente temos que conviver com pessoas e fatos como esse. Mas não podemos desanimar. Temos que continuar lutando e fazendo o nosso melhor, não é mesmo? Ensino e dou bons exemplos aos meus netos. Às vezes eles me ensinam. Meu pequeno de 4 anos sempre me diz. Fecha a torneira vovó! Assim você acaba com a água do "paneta"! Amo!!!

    ResponderExcluir
  8. Obrigada a vocês meninas pelos ois que deixam para mim no meu blog empoeirado; não estou fazendo nada de nada :(, mais venho pelos blogues das amigas ainda sim !!!!!! Beijão nas duas

    ResponderExcluir
  9. Bah, Vi!!! Fiquei indignada quando vi esta reportagem na TV, a fiscal foi acusada de abuso de autoridade e precisou fazer uma vaquinha on line para indenizar o sem-vergonha por danos morais! Que mundo é este, gente??? Eu não acreditei no que ouvi! Não consegui entender como aceitaram isso. A moça estava fazendo o trabalho dela e ainda é condenada... que loucura! E falando sobre comportamento de crianças, outra coisa que não consigo entender é os pais que não vêem nada do que os filhos fazem. Muitas vezes me arrependo de comer em algum restaurante quando tem essas crianças sem um pingo de educação, sem limites, sem pai, nem mãe, apesar deles estarem presentes. Fico indignada quando o pentelinho fica aprontando, fazendo barulho e tirando o sossego das demais pessoas, e os pais, quando falam alguma coisa, falam com aquela calma "não faz assim, meu amor"... Ou o "anjinho" não quer comer alguma coisa que a mãe quer colocar no prato dele e ele comunica isso aos berros, dizendo "eu já disse que não quero isso!". No último domingo ainda presenciei esta cena e comentei com meus sogros e com Leonardo, que no meu tempo, SE eu me atrevesse a falar neste tom com minha mãe, ela só falaria uma coisa, com toda a calma para mim: "vamos até ali, no banheiro, ter uma conversinha?". Hoje em dia as crianças fazem o que querem, não sabem o que é respeito, ou limites. Para mim, esta é sim, a explicação para existirem tantos adultos agressivos e intolerantes. Adorei a tua pauta! Ah, e eu gosto de crianças, viu? Só não gosto de falta de educação. Bjinho!

    ResponderExcluir
  10. ola Vi,amo seus comentários de quinta feira,você é dez,bom fim de semana bjos...

    ResponderExcluir
  11. Oi Vi!
    Na semana passada eu tive a prova disso. Fui visitar uma tia e como estava sem carro, peguei carona com um primo e saltei n/ponto um pouco deserto p/esperar o ônibus (n/precisava dele me levar em casa pois o ônibus ia me deixar na porta). De repente eu percebi que estava sozinha nesse ponto, quando apareceu um casal catando latinhas e c/uma aparência de drogados. Eu, claro que fiquei apreensiva e porcurei disfarçar olhando p/ver se o ônibus aparecia. Nesse momento apareceu um rapaz com uns 17 anos +- e me perguntou: A senhora quer eu fique aqui até o ônibus chegar? Na mesma hora eu pensei... Será que ele é o assaltante? kkkkkk
    Pois esse menino ficou comigo no ponto até o ônibus chegar. Me despedi dele, com um recado p/os seus pais. Diga a seus pais que os PARABENIZO pela educação que te deram, e ele me respondeu que foi criado só pela mãe.
    AFFF!
    Até hoje eu acho que ele era um anjo disfarçado kkkk
    O pq da minha preocupação?
    Moro no RIO DE JANEIRO

    Bjsssssss meninas

    OBS:
    Essa deveria ser a regra, mas passou a ser uma baita de uma exceção

    ResponderExcluir
  12. Oi Vi !

    Nossa, esse foi o assunto da semana. O pior é que apesar de nos indignarmos com essa "atitude" desse senhor que acha que é "mais", isso no fim vai dar em nada; ele não vai sofrer nenhuma advertência, nada...fico "p" da vida com isso...É um péssimo exemplo!

    Beijos, Renata
    palpitandoemtudo

    ResponderExcluir
  13. Exemplo é tudo, excelente post! Os valores morais hoje são considerados ultrapassados, uma pena...Assim, continuo a me sentir gringa, em meu próprio país...
    Beijinhos, Ana

    ResponderExcluir
  14. Oi Vi. Infelizmente é essa a sensação que temos mesmo : "vivemos numa terra de ninguém", mas, não sou muito viajada e nem nunca fui para os EUA, porém pelo que ando vendo e ouvindo, lá também a coisa não vai nada bem (e olha que eles são "desenvolvidos"). Fico me perguntando: de onde vem essa falta de respeito ao próximo,? Essa maldade que parece assolar o mundo? Eu conheço e vc também deve conhecer pessoas sem instrução alguma, simples, que tem um respeito para com o outro impressionante. Mas em compensação também conhecemos "doutores", PHDs que são uns boçais...A medida é outra, que eu não sei qual, mas o que faz um ser humano ser decente e outro não? Família? Educação? Grau de instrução? Classe social?.....se descobrir me fala.....
    Bjs para vc e Lia. Ah, hoje a Eneida falou que em 2015 teremos as Pepas em Marília? Uhhhhuuuuu¹!!!!!!

    ResponderExcluir
  15. Vi, espero de coração que esse juiz "deusinho" pague pelo seu ato e que este caso não fique impune como muitos outros, assim mais e mais pessoas como essa agente de transito terão orgulho de cumprir com seus deveres.
    Luciana tem toda minha admiração pois atitudes como a dela me fazem crer na humanidade.

    ResponderExcluir
  16. Oi Vi, gosto muito dos seus posionamentos, sobre tudo, realmente eu admiro muito sua mãe, fez filhas com caráter e que ainda agregam conhecimentos para as amigas virtuais ou não.

    Pra mim este espisódio foi uma das piores noticias de impunidade deste país, mesmo que a agente de trânsito tenha sido debochada, ainda assim, não cabia o que lhe foi feito, ela deveria ser advertidae o juíz punido, mas quem julgou tb se acha DEUS.

    bjs

    ResponderExcluir
  17. Vi,
    Penso exatamente como vc, se os grandões não dão o exemplo, as pessoas comuns não vão respeitar mesmo! A lei aqui no Brasil é muito ridicula! Dois pesos e duas medidas. Acho isso péssimo. O exemplo tem que partir de quem está no poder! E não dando carteirada dessas! Eles são seres iguais a nós!
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
  18. Vi querida,
    Essa manchete é de embrulhar o estômago,a audiência é enorme e os valores cada
    vez mais invertidos!Como fico feliz de ser amigas de vcs com todos os principios
    de um belo caráter,parabéns pela maravilhosa educação e que Deus possa abençoar
    vc sempre!Belo post!Um ótimo final de semana.
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Vi, eu vou ficar com essas flores lindas que você nos oferece!
    vou carregando esse buque , pra nem pensar em tanta injustiça no qual vivemos
    no nosso país.
    Prefiro levar a doce lembrança de como foram criadas e educadas , no qual resulta
    esse teu modo de escrever e se posicionar perante a vida.
    Mas só um adendo, e se a mocinha não tiver como pagar os cinco mil reais?
    Cinco mil é muito dinheiro, Precisamos trabalhar muito pra conseguir esse montante!
    estou enojada com essa situação...
    beijos zizi

    ResponderExcluir
  20. Oi bom dia Vi concordo com você em tudo parabéns pelo tema abordado, estava um pouco sumida muito trabalho e alguns problemas de percurso mas voltando ao normal beijos e uma ótima semana Eliane Lima

    ResponderExcluir
  21. Oi Vi, por essas e outras é que sou contra a pena de morte aqui no Brasil.... da pra imaginar quem seria condenado....
    Bejus

    ResponderExcluir

Se você soubesse o quanto nos deixa feliz com suas palavras ,falaria mooooito mais !!!

Se você deixou um comentário e nós ainda não respondemos, não fique chateado, ás vezes demora, mas a gente chega lá !!!
Bjus 1000.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Voltar ao topo