19 de agosto de 2021

Concretismo.

 


Queridas e queridos eu não fugi da escola, mas não me lembro de ter estudado sobre o tal movimento Concretista, mais especificamente poesias concretas.

Mas pesquisando, descobri que Haroldo de Campos juntamente com seu irmão Augusto de Campos e Décio Pignatari, foram os criadores desse movimento poético, pois já existia outras formas de manifestações artísticas concretistas pelo mundo.


Haroldo nasceu em São Paulo em 19 de agosto de 1929, e não foi só poeta, foi também tradutor, escreveu " Da tradução como criação e como crítica", texto em que defendeu a necessidade de certas alterações semânticas no trabalho de tradução em relação ao poema original.
Seu trabalho de tradução era dinâmico, tendo traduzido variados autores, de variados idiomas.

Escreveu o livro Galáxias, um livro experimental  no limite da  poesia e prosa, Caetano Veloso definiu como proesia, o livro foi publicado em 1984.


Haroldo morreu em 16 de agosto de 2003.

Quem desejar saber mais sobre o movimento e sobre Haroldo sugiro que assista o vídeo Memoria EBC.

"O concretismo alterou profundamente a realidade da poesia brasileira. Revisou o passado literário do país e retomou o diálogo com o modernismo de 1922; pôs ideias em circulação e colocou à arte novos desafios. Hoje, está presente também na linguagem da propaganda, nos slogans da televisão, na diagramação de livros, nas letras de bossa nova."



Tchau,Vi

5 comentários:

  1. Interessante post e cultura nunca é demais. Sempre é hora de aprender ou relembrar! beijos, lindo dia! chica

    ResponderExcluir
  2. Oi Vi, adorei o post! Eu gosto muito desse tipo de poesia, é muito criativa, lúdica, uma viagem na criação, admiro quem tem essas habilidades. Só conheci nas aulas de literatura no supletivo (fugi da escola rs) e depois nos livros do filho.
    Já vou lá ver o vídeo!
    Abração!

    ResponderExcluir
  3. Adorei o vídeo, obrigada pela partilha, Vi!!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Vi!
    Com certeza estudei na escola, mas não me lembro. Acho que a poesia concreta foi e ainda é uma pedra no sapato para o verso e a lírica tradicional, sendo considerada até de segunda linha ou marginal. Mas agrada pelo visual e sonoridade e por isso tão usada na propaganda.
    Vou lá assistir o vídeo!
    Bom fim de semana!!
    Beijus,

    ResponderExcluir

Se você soubesse o quanto nos deixa feliz com suas palavras ,falaria mooooito mais !!!

Se você deixou um comentário e nós ainda não respondemos, não fique chateado, ás vezes demora, mas a gente chega lá !!!
Bjus 1000.

Subir