terça-feira, 16 de janeiro de 2018

5 coisas que você não deve fazer na 25 de março

25 de março é o paraíso das compras de São Paulo !

Quem concorda levanta o braço !


Mas não é porque é o paraíso que você vai dar mole né ?

Desde que me entendo por gente vou na 25.

E tem coisas que você não deve nunca/ never/ koskaan/ pajanm/ mai/ nigdy/ akakaze ( em 8 idiomas diferentes, rsrsrsrs) fazer enquanto compra ou passeia na 25 de março.


1- Não dê mole com celular


Eu sei, você viu aquela coisa exclusiva, que ninguém nunca viu e quer tirar foto e postar no Instagram. Sim, todos querem.

Mas lembre-se sempre deste mantra : -Querer não é poder !
A menos que você esteja acompanhado, eu recomendo muitíssimo que seu celular fique em lugar seguro e bem longe da vista dos gatunos que andam por lá .

E mais um detalhe, quando seu celular sair da sua mão, você nunca/never/ koskaan/ pajanm... (tá parei, srrsrsrs) o verá novamente. Aliás o negócio vai ser tão rápido que você não vai ver nem a face do meliante.


2- Não ostente seu rico dinheirinho


Eu sei, você colocou todo seu dinheirinho dentro da carteira e quando chegou lá viu aquela promoção imperdível, abriu a carteira e aquele monte de azulzinha chegou a respirar aliviado... Não pense que olhos grandes não ficaram colados na sua carteira.

Tsc, Tsc, Tsc... você tem que dividir seu dinheiro em vários lugares estratégicos pelo corpo, porque caso aconteça um furto, um roubo, pelo menos você não perde tudo.

Além disso , quanto menos você ostentar "posses", menos você vai ser percebido. O que é ótimo ! Look do dia para 25 de março : Mendigo .


3- Não ande de mãos dadas


Eu sei que o amor é grande, a vontade de ficar coladinho o tempo todo é muita, mas à menos que você esteja com sua criança ( e no caso eu recomendo até uma coleirinha, rsrsrsr) andar de mãos dadas, apreciando cada camelô da rua é um tormento para quem está na correria pra comprar o que precisa.

Amorzinho, só no shopping, que tem ar condicionado, srsrsrsr

4- Parar no meio da calçada para apreciar vitrines


Basicamente pelo mesmo motivo do item 3, com um agravante : distraído, você é presa falsa dos gatunos !

E nem vai adiantar querer buscar ajuda na loja, a maioria é chinesa e vai fingir que não está te entendendo...

5- Andar de mochila nas costas

Essa dica vale também para andar de metrô ! Nunca/never/koskaan/pajanm/mai/nigdy/ akakaze, entre no metrô de mochila nas costas, ninguém é obrigado a levar mochilada na cabeça porque você é um mal educado.

Voltando, rsrsrrs ! Andar de mochila nas costas na 25 é praticamente um convite para os ladrões :

É como dizer :

- Olhe como sou espertão !! Carrego tudo nas costas para ficar com as mão livres ! enquanto isso você pode fazer o "rapa" !

E é incrível, ninguém nota, ninguém percebe ! Você só vai perceber, quando sentir uma leveza repentina nas costas. #perdeuplayboy !

25 de março é um paraíso mesmo. Tudo que você pensar, existe lá !

Mas é preciso atenção redobrada. Eu frequento a 25 assiduamente há mais de 20 anos, nunca fui roubada/furtada/assaltada,  porque quando vou lá tomo todos esses cuidados.
Pode parecer bobagem, mas a gente luta tanto para conquistar nossas coisinhas, que é revoltante perder tudo num piscar de olhos. 

E é num piscar de olhos mesmo ! Infelizmente há esse "comércio" de coisas roubadas. Por isso também você deve tomar muito cuidado com as coisas "muito" baratinhas que aparecem por lá, geralmente é fruto de roubo, e amanhã a vítima pode ser você !

Agora me conta, você tem uma dica boa de coisas que não se devem fazer em grandes centros de compra ?

Me contaaaaa !!!

Bjus 1000 

10 comentários:

  1. Pepa, suas dicas estão perfeitas! Quando meu filho era pequeno, fiz a besteira de levá-lo comigo na 25. Percebi que ia virar alvo de um desses golpes, mas como já tinha experiência por lá, consegui escapar( com a graça de Deus!). Mas não aconselho levar criança pequena lá. Como estou morando em Cajamar, acabo comprando minhas coisas de artesanato pela internet. Mas lá é verdadeiramente o paraíso das compras! Bjs

    ResponderExcluir
  2. Faz muitos anos que não vou lá...A gente vê pela tv e fica apavorada com tudo o que acontece, mas doidinha pra dar um jeitinho de ir, rsrs
    Quando for, te convido!
    Beijinhos, Ana

    ResponderExcluir
  3. Dica nao de seguranca mas de sobrevivencia: vá com um calçado super confortavel, de preferencia fechado

    ResponderExcluir
  4. Anotei tudinho!! Só em falar na 25 fico eufórica,rsrs, pinto no lixo :D
    Beijão Pepinha.

    ResponderExcluir
  5. Nossa passa um filminho de terror na cabeça, pura realidade e verdade nua e crua. Sou do Rio de Janeiro e vivia essa realidade no dia a dia, parecia tão normal. Aqui em Curitiba a realidade é tão diferente, não que esses problema não tenha por aqui por que tem, porém em grau bem menos elevado. Sabe que esse medo, esse jeito de se proteger até hoje ainda tenho dentro de min, acho tão legal quando vejo os curitibanos tão mais tranquilos, apesar deles reclamarem bastante, mas a realidade do Brasil é tão diferente que eles não tem noção, essa é a real o que tu falou e o pior não é só na 25 de março é a realidade de muitas capitais no Brasil, só depois que morei aqui que percebi que isso não é normal. Com amor Eliane

    ResponderExcluir
  6. Socorro!!!!! Eu fui duas vezes com marido que, acho q por medo de me perder na multidão, quase q me carregou no colo por lá... tá, eu sou ligeiramente lesada kkkkkk mas tenho q confessar q morro de medo de multidão kkkk ah, sem contar q num determinado lugar, na calçada, tomei um pauta susto com um cara q me chegou um daqueles aparelhos de massagem, aqueles q vibram, nas costas kkkkkk dei um baita grito kkkkk só vexame kkkkk (se bem q estamos acostumados a andar pela feira em Aparecida q é uma quase 25 de março, em todos os detalhes...)
    <3

    ResponderExcluir
  7. Amei as dicas! Sabe que acabo seguindo este comportamento por São Paulo inteira - até nos Jardins! rs rs rs

    ResponderExcluir
  8. Estou super feliz em saber que tomo estas precauções quando eu vou a 25 de março, com exceção de andar de mão dadas(kkk - meu marido geralmente sai me arrastando pra eu andar mais rápido). Amo aquele lugar e mesmo morando centenas de quilômetros de distância, faço loucuras para passar pelo menos algumas horinhas por lá.
    Bjk meninas

    ResponderExcluir
  9. Oi Pepa! Quando era mais nova, filho pequeno, ia muito, sempre tinha game pra comprar (não saia da galeria Pagé), artigos para as festinhas de aniversário dele, artesanato...O tempo passa, o corpo perde o vigor, pra mim não dá mais, 2 horinhas por lá e já estou esbaforida, morro de medo de ser derrubada porque os joelhos não tem firmeza...Só vou por necessidade extrema.

    Dica: Muito cuidado com calçadas quebradas.

    Leve sua água geladinha (deixe no freezer um tempinho) e leve numa bolsinha térmica. Jamais compre água dos ambulantes, se vc dar uma voltinha ali ao lado do terminal de ônibus vai ver onde muitos deles compram...higiene zero...dá nojo, para uma contaminação não custa nada, sem contar a procedência que não sabemos.
    Abraço!

    ResponderExcluir

Se você soubesse o quanto nos deixa feliz com suas palavras ,falaria mooooito mais !!!

Se você deixou um comentário e nós ainda não respondemos, não fique chateado, ás vezes demora, mas a gente chega lá !!!
Bjus 1000.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Voltar ao topo