quinta-feira, 11 de junho de 2015

Não confundam empoderamento com "empoleiramento".

Oi girls and boys, Vi, escrevendo ..
Queridas e queridos deixa eu explicar, a palavra "empoleiramento" não existe, mas, existe a palavra poleiro, que é um galho, uma vara, onde os pássaros dormem, descansam e etc.
Fiz uma analogia entre as palavras empoderamento com "empoleiramento", (que é uma criação minha)..kkkkk
Foto: theoldhen
Diante de certas reivindicações femininas, fico sempre em dúvida se certos grupos feministas querem o empoderamento ou o empoleiramento..
Lendo uma matéria de uma moça que vai lançar um concurso de axilas peludas, afirmando que isso é uma forma de garantir os direitos femininos, fiquei pensando :
- Ralei tanto, me esforcei tanto exercendo uma profissão na época (anos 80) tipicamente masculina (eu era a única mulher exercendo a profissão em SP), para a mulher reivindicar o direito de ter pelos no corpo?
Para tudo, eu quero descer!
Foto: Interage
Com tanta coisa mega importante para reivindicar, vamos reivindicar o direito a ter pelos?
Existe uma lei que proíbe alguém de ter pelo?
Se a pessoa gosta de pelos ou não, isso é uma questão pessoal.
Se a pessoa não tem personalidade, para suportar um questionamento sobre suas escolhas, a melhor coisa a fazer, é seguir o modelo pré-determinado pela sociedade, é simples e indolor.
Quer ser diferente, saiba que vai pagar um preço..
Eu paguei, e nem queria ser diferente, só queria conquistar um lugar ao sol, através da minha carreira profissional.
Foto:Dicas Felinas
Recentemente nós brasileiras (e brasileiros), fomos usurpados em nossos direitos.
Mudaram a lei sobre pensão por morte do cônjuge.
A principio parece justa a mudança, mas quando você lê a lei com atenção, analisando o desemprego, as ofertas de emprego, a educação, percebe que quem paga pela corrupção do país, é quem mais precisa, os mais carentes, quando seus direitos são arrancados para cobrir rombos da má gestão publica.
Por exemplo, agora só recebe pensão vitalícia por morte do cônjuge quem tiver mais de 44 anos, e só vai receber 50% do valor.
Se tiver filhos menores, por cada filho recebe mais 10%.
As pessoas com menos de 44 anos, vão receber pensão por um tempo, que pode variar de 3 a 15 anos.
Foto: Artezza
Quando o assunto é morte, todos nós sabemos que vamos morrer, mas pensamos que isso é algo muito distante..
Portanto achamos que tais leis nunca vão nos atingir.
Consequentemente, ficamos reivindicando o direito de ter ou não pelos, de andar com ou sem sutiã, e mais um monte de futilidade, e deixamos de reivindicar e lutar por coisas que realmente fazem a diferença em nossa vida.

Vou me despedindo de vocês
Obrigada pelo carinho e Atenção ..
 muitos beijos ..
Meu carinho para vocês:
Foto: Vibeke

Tchau,Vi

19 comentários:

  1. Pepa li todo o texto, e fiquei curiosa para saber a profissão que vc exercitava,
    pois nao tem no texto.
    quanto a concurso de suvaco cabeludo cruzes rsrs
    to fora, eu depilo até os braços, detesto pelos pelo corpo.
    bacione flor

    http://casadefifia.blogspot.it/

    ResponderExcluir
  2. Você tem toda a razão! Deveriam lutar pela manutenção dos direitos adquiridos, coisas que nos afetarão cedo ou tarde, tanto na qualidade de vida quanto na saúde básica! Ficam criando pelo em ovo e fazendo palhaçadas!! É uma pena que as pessoas gastem tempo com banalidades!

    ResponderExcluir
  3. Ah esse mundo está muito complicado!
    Tem cada coisa estranha ...........
    joturquezzamundial
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Como sempre,disse tudo...mais um excelente texto ,Vi!!
    "Se a pessoa não tem personalidade, para suportar um questionamento sobre suas escolhas, a melhor coisa a fazer, é seguir o modelo pré-determinado pela sociedade, é simples e indolor."
    E sim,usemos nossa inteligência e capacidade principalmente para garantir uma vida digna!
    Beijão Vi!!

    ResponderExcluir
  5. Oi Vi! Como sempre você tem razão. As lutas e conquistas das mulheres são maiores que estes manifestos. Penso que são futilidades e enquanto isso a vida passa. Realmente ninguém sabe qual a própria senha para o momento final. Portanto vamos seguir adiante e lutar pelo que vale a pena. Beijos

    ResponderExcluir
  6. Ou Vi adorei sua explicação do texto e também acho quectem coisa mais importante que suvaco cabeludo. Mas quem não tem o que fazer inventa coisas inúteis. Olha também fiquei curiosa sobre sua profissão beijos Eliane Lima

    ResponderExcluir
  7. Vi,
    Amo os seus textos!!! Parabens!!
    Eh o mundo ta virado mesmo!!! Reivindicar coisas serias ninguem quer, nao eh mesmo?
    Temque parar tudo mesmo!!!! Por isso a degradacao da ser humano!!!
    Adoro vcs!!!
    Bjs e uma otima noite!

    ResponderExcluir
  8. Amigas,

    Seja o que for, mesmo tendo direitos chega um momento, neste país, que é como se não existissem. Os salarios recebidos como aposentados vão sendo minguados. O futuro do mais velhos não é bom neste Brasil.

    Bjs

    ResponderExcluir
  9. concordo tanto com vc Virginia que nem te conto ... eu tb trabalho desde sempre, numa época em que a quase única opção para mulheres era ser empregada doméstica (sem qq preconceito com a profissão ... ), também corri atrás, dei a cara a tapa, entrei numa profissão que era exclusivamente masculina e sofremos preconceitos, muitos, durante anos, ouvimos gracinhas, insinuações enfim ... agora, para ser moderna e livre eu sou ''obrigada'' a deixar o sovaco peludo????????????????? afff ... pra que queimaram sutiãs em praça pública???? pra que sofremos tanto ??? pra que batalhamos tanto então??? gente ... se eu tiro ou deixo os pelos pelo corpo é pq gosto ... pq prefiro ... pq me sinto bem ou, pq não, pq quero fazer uma graça pra marido que prefere assim ou assado ... afff ... (e ai a galera cai matando pq eu to ''escrava'' de marido machista eheheheh) ... vc tem razão, a luta deve ser por motivos reais, essenciais, por motivos que justifiquem a luta ... (ai que vergonha contar daqui a trinta anos, que havia mulheres lutando pelo direito de ter sovaco cabeludo ... ai que vergonha ... )
    pronto falei risos risos
    beijosssssssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  10. kkk!!! Axilas peludas é o caos... Esse povo não tem o que fazer?

    ResponderExcluir
  11. Oi Vi, a verdade é que as pessoas perderam a noção do que significa protestar, reivindicar... Um xeru!

    Sandra
    http://pedacinhobysandra.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oiii Vi ,como sempre ,vc colocou muito bem as palavras,eu fico lendo e vendo tanta barbaridade ,tanta perda de energia ,que fico pensando: as pessoas perderam toda a noção ,esse mundo politicamente correto,esse mundo cheio de mimi e sem chegar a lugar nenhum ,já está me cansando rsrsrrs
    bjusss
    sonitcha

    ResponderExcluir
  13. Wow. Excelente Vi. Reivindicar o que importa nao é o forte dessa galera que faz questão de expor suas opiniões. Fomentam movimentos mas nao saem da cadeira nem pra beber água que dirá brigar pelo que importa.
    adorei o jogo de palavras.
    beijo grande

    ResponderExcluir
  14. Oi Vi, cada "feminista" que aparece que dá vergonha...Deve ser uma oportunista querendo se aparecer, não dá para levar a sério.
    Mas este poleiro...vou te contar, é uma lindeza!
    Bom final de semana, beijos!

    ResponderExcluir
  15. Oi, Vi!
    Essas feministas são de araque... e devem ser petistas! Me desculpa, não resisti!
    Pagar uma previdencia deveria ser por escolha do contribuinte, não obrigado a pagar o INSS, que esta fazendo é um absurdo, pagar para não dar conforto para os filhos, deveria ser por escolha, assim todos poderiam escolher uma previdencia privada onde daria mais conforto na velhice ou na morte para todos, ai queria ver se ia sobrar dinheiro para as fraudes do INSS, temos que se impor mais contra esse governo que a presidenta nem casada é, quando aposenta recebe o salario inteiro atual que recebe, e os trabalhadores alem de receber menos vai diminuindo cada ano.
    Dona presidenta não tem dó dos velhinhos muito menos das mães que perdem os maridos com filhos pequenos, que vergonha!
    O pior de tudo é o tempo que a viúva acima de 44 anos poderá ser beneficiada pela pensão do finado. Não sei se sabe, mas será assim:

    "De acordo com o INSS, pelas novas regras, uma mulher que ficar viúva aos 44 anos ou mais de idade terá direito a receber pensão vitalícia, se sua sobrevida for inferior a 35 anos, de acordo com os cálculos do IBGE.

    Recebe por 15 anos: Quem tiver, de acordo com sua idade, uma sobrevida entre 35 e 40 anos terá o direito de receber pensão por 15 anos.

    12 anos - Ainda de acordo com o INSS, uma viúva que tiver uma expectativa de vida entre 40 e 45 anos terá o direito de receber o benefício por morte do cônjuge por 12 anos.

    Nove anos - Quem tiver uma previsão de sobrevida entre 45 e 50 anos, segundo os cálculos do IBGE, terá direito a nove anos de pensão por morte.

    Seis anos - Uma viúva que tiver uma expectativa de vida entre 50 e 55 anos somente terá direito a seis anos de pensão.

    Três anos - Uma mulher que perder o marido e tiver uma expectativa de vida acima de 55 anos só terá direito a receber por três anos"

    Fonte
    Pelo visto, a saída de um chefe de família é matar a família antes de morrer.

    ResponderExcluir
  16. Vi querida,
    Quando uma pessoa não tem o que fazer,ela cria uma imbecilidade e percebe que todos os
    comentários são de tristeza em viver num pais que os direitos,cada vez vão para o fundo
    poço,lamentável!Como sempre ótimo post!
    Grande beijo

    ResponderExcluir
  17. Pois. é... Sinto que é uma crise isso, viu. Muita, mas muita futilidade por aí. Chega a ser ridículo, só isso e nada mais. Temos tantos problemas, tantas coisas sérias e graves que deveriam ser resolvidas, melhoradas, votadas, reivindicadas, exigidas, e vemos isso: pelos nas axilas :/ Afe.
    Beijocas.

    ResponderExcluir
  18. Essas matérias são só pra distrair a atenção do que é importante, você tem toda a razão!
    Beijinhos, Ana

    ResponderExcluir
  19. Ai, Vi... essa coisa feminista está mesmo extrapolando limites de lógica, rs. Tem coisas que são mto sem noção!!! Eu ficou louca! kkkkk
    Tem um comercial que eu detesto, pq o acho feminista ao extremo... é de um aplicativo pra pedir comida, em q o marido chega em casa e reclama q não tem nada pra comer e etc e tal e diz q vai pra casa da mãe comer (ok... ele tá errado em ficar reclamando tbm), mas daí vem a mulher e clica lá pra pedir comida pra ela e qndo a comida chegar fica fazendo DR com a mão... Acho tão desnecessário!!! Pq, meu pai do céu? Pq não poderia simplesmente ser um comercial a favor do relacionamento, onde o marido reclamasse q estava com fome e a mulher ou ele mesmo desse a ideia "vamos pedir?" e faziam isso juntos e teríamos um final sem DR mas com comida e paz??? kkkkkk Acho bobo esse comercial... não gosto... Como não gosto (ODEIO) os comerciais de cerveja, como se só homem tomasse a coisa! hunf!!! rs
    Beijos

    ResponderExcluir

Se você soubesse o quanto nos deixa feliz com suas palavras ,falaria mooooito mais !!!

Se você deixou um comentário e nós ainda não respondemos, não fique chateado, ás vezes demora, mas a gente chega lá !!!
Bjus 1000.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Voltar ao topo