sexta-feira, 29 de maio de 2015

O blablablá daqueles que nunca sentiram a violência na pele.

Oi Girls and boys, Vi, escrevendo..
Queridas e queridos lá se vão 25 anos que sofri um assalto..
Parece que foi ontem, acordei cedo para ir trabalhar, ainda estava escuro, ruas desertas, e eu andando rápido para pegar o ônibus.
Não ouvi, não vi, da onde surgiu aquela assombração, só sei que do nada ele estava grudado em mim, nas minhas costas..

O terror que eu senti é indescritível, estava só, ninguém para me salvar, a minha mente girava tão rápido, ficava imaginando ele me arrastando naquelas vielas desertas e abusando de mim..
Ele portava uma arma branca (canivete, faca) e espetou ela na minha costas, disse para passar o relógio, o dinheiro.
Entreguei tudo, nesse momento eu vi o rosto dele, ele devia ter no máximo uns 25 anos, mulato, magro e não tinha mais que 1.70 cm de altura. 

Graças a Deus, ele só queria o dinheiro e o relógio.
Ainda hoje posso ver o rosto dele, alias eu fiquei tão apavorada que passei anos vendo o rosto dele em todos homens que tinham as características dele.
Nesse dia me transformei em um bicho assombrado que anda o tempo todo olhando para todos lados, procurando o próximo bandido.
Evito sair quando esta escuro, evito ruas desertas, não uso relógio, não uso objeto de valor..
Dia desses soube de uma jovem na vizinhança que foi assaltada e estuprada.
Imagem: Saint Hoax /ainanas.com/
Foi como eu visse a cena, chorei imaginando o terror da jovem e como ela vai ficar marcada por essa violência.
Ninguem por mais artista que seja, pode interpretar, descrever o terror da violência, a menos que tenha sentido ela na carne.
Eu acho um tremendo absurdo existirem filmes, videos-games, novelas e afins que incitam a violência, que tentam até glamorizar a violência.
Dá para acreditar que existam vídeo-games, filmes que incitam o estupro?
Querem passar a mensagem, que mulher gosta de apanhar e ser estuprada?
Mulher que gosta de violência tem que ir no psiquiatra urgentemente.
Estão banalizando a violência, o crime e transformando a gente em pessoas coniventes com esse tipo de absurdo.
Porque todas as vezes assistimos ou permitimos que nossos familiares vejam tais filmes e games, somos coniventes com esse tipo de crime.
Tem gente que não gosta de ler paginas policiais, reclama dos telejornais, dizendo que é muito sangue..
Mas assiste filmes, games que tem muito mais sangue, ( somos tão incoerentes!)

É ficção?
Com certeza, porque só na ficção, o personagem leva tiros, facadas, perde todo sangue do corpo e ainda sai lutando, e só morre se ele não for o mocinho ou mocinha do enredo.
Só na ficção mulher bate em um homem e ganha a luta..
Só na ficção mulher é estuprada e na cena seguinte esta se divertindo com outro cara..
A realidade é cruel e deixa marcas eternas.., 
Conhecer a realidade pode nos  fazer mais humanos, nos fazer chorar com o sofrimento alheio, nos torna capaz de sermos solidários com dor alheia..
A ficção produz em nós a ilusão que a violência da vida real é igual a dos filmes, dos games, que é brincadeira e que no próximo episodio tudo vai ficar bem.
Fico pensando se uma das causas da violência estar aumentando a cada dia, não é por estarmos ficando indiferentes ao sofrimento alheio..

Esse post eu dedico  àqueles que foram silenciados eternamente pela violência..
Porque para esses não tem próximo episodio. 
Vou me despedindo de vocês
Obrigada pelo carinho e atenção..
 muitos beijos..
Meu carinho para vocês:
Imagem: Pinterest

Tchau,Vi

Obs: Todas imagens que não tem o link do autor, é porque a imagem já esta tão difundida na internet que é impossível determinar seguramente quem é o autor, para saber onde encontrar a imagem, click com botão direito do mouse na imagem, ao abrir a janela, click em 'pesquisar essa imagem no Google' e aparecera o histórico de todos blogs, sites, e etc onde tem a mesma imagem.

20 comentários:

  1. Nossa Vi, que assunto triste...
    E sei exatamente do que você está falando.
    Fui assaltada 2 vezes. Uma grávida de 8 meses do meu primeiro filho. E a outra, sentada com meus dois filhos num restaurante, na frente do meu condomínio.
    E a sensação é essa mesmo. Se alguma coisa te faz lembrar daquela situação, você revive toda a angústia e o pavor do momento. É horrível!
    Assim como você, me solidarizo com todos os que sofrem por ter passado por isso, ou que sofrem a dor da perda de uma pessoa querida.
    Obrigada, mais uma vez, por me dar voz através das suas palavras.
    Beijos mil,
    Cris

    ResponderExcluir
  2. oi Vi, eu já fui assaltada e sei muito bem como é este sentimento. É horrível, dá uma sensação de inutilidade, impotência, um vazio... No meu caso, eram vários moleques juntos, e toda vez que vejo uma aglomeração de meninos, fico nervosa, com a sensação de que vou ser assaltada de novo.
    Eu via isso acontecer frequentemente (sou escrivã de polícia) e devido a rotina, não me sensibilizava mais, até que aconteceu comigo também.
    bjk

    ResponderExcluir
  3. Vi,tenho amigas que foram assaltadas e vi de perto o quão aterrorizadas ficaram. Não é só a mídia que na visão de alguns incitam a violência. Via muito o que os alunos traziam de casa no aspecto comportamental e infelizmente o ser humano, salvo as exceções, não têm a percepção dos filmes, games e ações que contribuem para a perpetuação deste mal. A dor do outro ricocheteia sim, mas falta sensibilidade na ampla maioria. Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Só quem já vivenciou pode entender. É horrivel!

    Beijos,
    Eneida

    ResponderExcluir
  5. Oi pepa
    É triste e lamentável tudo que se passa hoje em dia.
    bjs


    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Vi!
    Eu já sofri uma tentativa de assalto, mas não chegaram a levar meu cordão e minha pulseira como queriam (eram 2)
    Hoje o RJ está totalmente amedrontado pq, primeiro eles estão esfaqueando p/depois assaltarem. Todos ou quase todos são "DI MENOR". Depois das UPPS nos morros daqui, eles vieram p/o asfalto e estão aterrorizando mesmo as pessoas de bem (aquelas que pagam seus impostos, trabalham honestamente e ainda pagam projetos sociais p/as famílias deles, como no caso desse médico que morreu esfaqueado por um menor e a mãe desse menor é beneficiada pelo "bolsa família")
    Eu me sinto totalmente indignada, revoltada e envergonhada de dizer p/alguém que eu sou brasileira e que o Brasil virou terra de ninguém.
    Bjssss querida

    ResponderExcluir

  7. Vi, otimo!

    Eu vivo criticando o que especialmente a televisão faz: invade as casas, agora a qualquer horario, e mostra tudo que não presta. Eu digo que incitam à violência e mostram como. Os filmes tambem.

    Outro dia minha filha queria ir ao Cinema assistir Os Vingadores 2. Eu me recusei. Enfim, ela foi com outra pessoa e achou horrivel. Eu só gosto de comedia /eou romantica. Desenhos animados. Não quero ver nada nem mesmo policial. Aceito biografias, qq assunto sobre cultura, mas nada que mostre a violencia. Sei que existe, mas não precisam ensinar.

    Eu fui assaltada uma vez no onibus e até hoje me lembro da cara dele, do corpo, de tudo com precisão. Morro de medo de andar pelas ruas, especialmente a partir da noitinha. Esta Cidade, este País está uma M. Não vejo solução tão cedo, só se a população mudar de mentalidade.

    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi Vi, gostei muito da iniciativa, esse assunto é mais sério do que se imagina e é incrível como existem mulheres que abrem a boca pra falar quando uma outra mulher é violentada com comentários do tipo "Ela estava gostando", quando uma mulher é assediada em um ônibus coletivo por algum vagabundo que se aproveita do ônibus lotado para se esfregar nas mulheres... é tanta violência: maridos agredindo esposas, professores abusando de alunos e hoje em dia temos que ter cuidado até com os recreadores infantis, a violência já chegou até nas igrejas...estamos mesmo perdidos e só Jesus pra interceder por nós! Um xeru!

    http://pedacinhobysandra.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Nunca passei por esses tipos de violência de forma direta, mas só de me imaginar na situação sinto calafrios. Apesar de nunca ter passado acho que muitas vezes sou mais aterrorizada do que quem ja passou, tbm nao uso nada de muito valor, até celular caro eu evito so uso dentro de casa e quando saio levo feinho. Vou fazer 34 anos dia 30 agora e tava pensando esses dias que nunca fiz um monte de coisas por medo da violência , como por exemplo: nunca fui para baladas dessas de ficar até três da manhã na rua, sempre acho que tem gente doida que pode surtar e me fazer mau. Minha amiga Joceane me chamou de paranóica mas dia desses passou na tv uma moça que pegou uma garrafada no rosto só por se recusar dançar com um rapaz....enfim eu sei que essas coisas podem acontecer a qualquer hora em qualquer lugar, vc por exemplo estava indo trabalhar, mas eu não consigo não ser paranóica , vendo tanta crueldade e banalização da violência de inúmeras formas dentre elas essas que vc muito bem citou. Quem bem tem uma noção de como o mundo está passa a viver mais resguardado,deixando de viver muitas coisas devido tanta violência infelizmente tem que ser assim! Bjsss Vi ótimo post, como sempre!

    ResponderExcluir
  10. Oi Vi! quando era moça quase fui assaltada, por questão de segundos e raciocínio rápido, o bandido vacilou e eu corri, mas fiquei bem assustada por uns tempos, desisti da aula de ginástica que era à noite. Não dá mesmo p imaginar o que vc sentiu.
    O problema é que as crianças não são supervisionadas, tudo tem seu tempo, a vida não é só um conto de fadas e cedo ou tarde é melhor para elas saberem da realidade pelos pais do que pela rua e outras mídias.
    Pais que não sabem o que os filhos estão jogando, que filmes estão assistindo, que amigos tem, não são bons pais.
    Bom seria que os filmes de amor inspirassem as pessoas a praticarem o respeito, o bem e a generosidade.
    Bom final de semana, beijos!

    ResponderExcluir
  11. Oi, Vi! Cada vez mais, parece que vivemos numa selva...A cena que não sai da minha memória, é a da arma encostada na cabeça do meu filho. Aterrorizante! Falta amor, falta família, falta Deus no coração dos homens...
    Beijos, Ana

    ResponderExcluir
  12. Já tive um revolver nas minhas costas, levaram apenas minha bolsa relógio e corrente...
    meu filho meu caçula , meu amor, 36 aninhos não teve a mesma sorte, foi morto e levou com ele metade de mim!

    Triste

    ResponderExcluir
  13. oi Vi e Pepa! Fui assaltada uma vez por um menino , que não devia ter nem 10 anos...isso faz tempo, uns 15 anos... mas eu não esqueço! Meu filho e minha filha já foram assaltados no ponto de ônibus por dois garotos e levaram os celulares. Estamos sujeitos a tudo e saio de casa rezando pra voltar pra casa com saúde! E rezo pra que meus filhos sejam protegidos !
    Bom fim de semana!
    bjjssssss meninas
    Nina

    ResponderExcluir
  14. Oi, vi... a violência é sempre complicada! Mas quando a violência é gratuita, sem nenhuma forma de defesa ou contra alguém que está tão apavorado que nada consegue fazer, é ainda pior, ainda mais revoltante!!!

    Beijocas

    www.vidabonita.com.br

    ResponderExcluir
  15. Vi querida,
    Terrível o que se tem visto no brasil,parece não ter fim.Há um tempo atrás meu pai deixou o carro na porta de sua casa por alguns minutos e ao sair o ladrão estava levando o som,meu pai apavorou e o
    ladrão atirou duas vezes,mas um pegou de raspão,mas o trauma que ficou na família foi grande.O
    que vemos é perdemos o direito de ir e vir,só Deus para nos conduzir.Ótimo post!Um maravilhoso
    fim de semana,fique com Deus.
    Grande beijo

    ResponderExcluir
  16. Que sorte tu tiveste! Vivemos acuados, com medo. Moro em um bairro muito populoso, emoro no meio dele, na parte que é bem cheia de gente de todos os tipos. Sempre tem um para nos assustat. A rua vazia apavora e a rua cheia também, no empurra-empurra que facilita o golpe. Vivo bem adaptada, mas vivo tensa. Te entendo.

    ResponderExcluir
  17. Vi, passo mal só de ver e escutar o tantão de violência que passa nos telejornais. Graças a Deus nunca fui vitima de nenhuma violência desse tipo, mas me compadeço e fico apavorada diante do que vejo hoje em dia. E o pior: onde vamos parar? Qual a solução para tanta violência? Do meu ponto de vista, ou investe-se na família e educação, ou tchau, estamos num mato sem cachorro....
    Bjs

    ResponderExcluir
  18. Vi, nossa....nunca fui assaltada.....mas meus filhos sim.
    Só por misericórdia.....parecia que tinha sido eu qdo eles chegaram em casa e contaram.
    Meu filho tinha 15 anos, quando o assaltaram e levaram relógio e passe......era o que ele tinha na época......passe escolar.
    Minha filha é mais recente, roubaram celular.
    Nossa, realmente....filmes.....novelas e games que exibem violência a todo instante.....difícil né?!!!
    Bjks

    Sonia

    ResponderExcluir
  19. Oi Vi, é um terror mesmo. Odeio esses filmes e não vejo nenhum. E olha que assisto uns dois filmes por dia, que gravo da TV SKY.
    Uma vez, quando trabalhava no Centro do Rio, estava esperando o sinal de trânsito fechar para atravessar (na Av. Rio Branco, a principal do Centro), uns 5 rapazes vieram correndo pela beirada da rua, agarraram meu braço (eu estava de relógio) e dei um grito que ecoou na Av. E o sinal fechou para o trânsito e eles correram. Meu braço ficou com marcas de sangue (devia ter sido de outra pessoa, porque eles não me feriram, nem tiraram o relógio). E naquela época não usávamos celular.
    Detalhe: um senhor chegou perto de mim (também fiquei com medo), mas ele me tranquilizou e disse que meu grito ecoou, muito alto, e eu até hoje não lembro que gritei, nem ouvi.
    Este senhor foi comigo até a Praça XV, onde pego a Barca que vem para Niterói. Tremia demais, nem conseguia falar direito. Fiquei chocada. Husband passou a me buscar no trabalho todos os dias (ele trabalhava perto). Nunca mais me esqueci disso e lá se vão ............ 20 anos!
    É por isso que quero morar fora do Brasil, na Austrália, que não tem essa violência que estamos vivendo há tanto tempo. Quando saio de casa fico apreensiva, olhando e desconfiando de tudo. Horrível viver assim! Este "nosso" país corrupto e insensível está acabando com as pessoas de bem. Sofremos demais. E isso não vai acabar. País de governantes corruptos e insensíveis, ficarão no poder sempre, porque tem pessoas que vão colocar sempre eles lá no alto! Triste e revoltante!
    Sinceramente, não espero esperança de melhore!
    Uma tranquila semana para você querida.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  20. Que horror! Não acredito que exista games desse naipe. Terrível mesmo!
    Eu já fui assaltada 3x à mão armada, e graças a Deus, saí ilesa fisicamente. Mas como vc disse, psicologicamente, é outra história.
    Tb evito estar fora de casa na parte da noite, apesar de que o último assalto aconteceu às 7:30h da manhã, há uns 3 anos É complicado.
    Que Deus nos proteja!!
    Bjns e uma ótima semana!
    :)

    ResponderExcluir

Se você soubesse o quanto nos deixa feliz com suas palavras ,falaria mooooito mais !!!

Se você deixou um comentário e nós ainda não respondemos, não fique chateado, ás vezes demora, mas a gente chega lá !!!
Bjus 1000.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Voltar ao topo