28 de fevereiro de 2019

Banho de xiringa.

Oi Girls and boys, Vi, escrevendo.. 


Queridas e queridos neste final de semana já começa o Carnaval, e estava lembrando da minha infância, o quanto eu detestava sair na rua nesta época.


Era um tempo tranquilo, o trânsito de veículos nos bairros era  calmo, existiam as pequenas mercearias em cada esquina, que vendiam a maioria dos produtos que hoje encontramos em supermercados.

Quem ia na mercearia, que  a gente chamava de 'Venda', comprar alguma coisa, era eu.

E nessa época do carnaval, algumas mães 'presenteavam' seus filhos com a xiringa, o nome é esse mesmo, e tem a mesma finalidade de uma pistola de água, que eles enchiam de água e jogavam em outras crianças que passavam pela rua.


Obvio que existiam os meninos encapetados, que enchiam a xiringa de água misturada com água sanitária, e até urina.

Por isso a maioria das crianças do meu bairro, evitavam sair na rua desacompanhadas de um adulto nessa época. Ficávamos  aguardando ansiosos a quarta-feira de cinzas, onde as xiringas eram recolhidas.

Outro dia comentava com a Pepa sobre isso, e pensei o quanto a tecnologia foi boa para acabar com brincadeiras que incentivavam a agressividade.


Depois da chegada dos jogos eletrônicos, dos celulares, as crianças abandonaram as xiringas.

Das velhas brincadeiras, o que resistiu mais tempo foi a pipa, que no mês de férias escolares e dias ensolarados, enchiam o céu de colorido e disputa, sim, havia disputa, uma pipa tentando cortar a outra.

Hoje, raramente vejo uma pipa aqui no meu bairro, e quando vejo,  descubro que é algum adulto matando saudades da sua infância.


E você, que lembranças tem do Carnaval?

Vou me despedindo de vocês


Obrigada pelo carinho e Atenção ..
 muitos beijos ..
Meu carinho para vocês:
Imagens: Pinterest

Tchau,Vi

9 comentários:

  1. Não conhecia esse nome desse objeto que podia conter de tuuuuuuuuuuuuuuudo,rs...Credo! Será acabou? Boas lembranças as tuas e realmente quando vemos pipas, estão nas mãos de um adulto que faz de conta deixar o filho/filha brincar,mas não larga o fio,rs... beijos, ótimo carnaval.
    Aqui sem folias, só descano,se der,natureza,sem agitos! chica

    ResponderExcluir
  2. Oi Vi! Lembro muito bem das xiringas e é minha melhor lembrança de carnaval, mas era só com água mesmo!! A gente se divertia a beça, colocava aquelas máscaras de papelão que comprava nas vendas e rara papelaria (tinha que andar bastante para ir até uma), xiringa na mão e lá íamos nós para a batalha...
    Os tempos mudaram, muita coisa mudou, pipas são perigosos em zona urbana, balões sempre causaram incêndios, mas muitos insistem...
    O meio onde cresci foi praticamente como o seu, Vi, só que lá em casa éramos "largados" em relação a brincar na rua, tinha hora de entrar, se não entrava apanhava e eu vivia apanhando hehehe
    Adorei o post e as lembranças, abraço!

    ResponderExcluir
  3. Quase nenhuma lembrança...O primeiro e único baile foi aos 14, uma noite só.A lembrança é de braços doloridos, no dia seguinte, rsrs Não era costume na família, e ainda não é...Nosso carnaval sempre foi vendo desfiles, em frente a tv, quando não dava praia. Hoje acho dispensável, gosto mais da exclusividade do Zumbi Walk, bem mais engraçado.
    Beijinhos, Ana

    ResponderExcluir
  4. Olá Vi, Na infância também brincava no carnaval com a xiringa, aqui chamávamos de bombinha, eu e minha irmã do meio ficávamos na calçada da casa da minha avô molhando quem passava. Na adolescência sempre estava trabalhando no comércio dos meus pais. Hoje o que mais sinto falta aqui na minha cidade, é dos blocos de rua com suas "lauça" a frente do bloco, com orquestras de frevo... No carnaval eu saio da minha cidade e vou para a cidade do Recife, porque o carnaval de lá, ainda é como o de antigamente, com blocos na rua, com orquestras de frevo, é realmente lindo de se vêr e bem tranquilo pra ir com as crianças e com os idosos, para o recife antigo passar a tarde toda na rua assistindo as apresentações dos cabloquinhos, blocos líricos, pessoas e crianças fantasiadas, sem violência, sem pornografia, só alegria. Um xeru!

    Sandra

    ResponderExcluir
  5. Aqui em Santana de Parnaíba os meninos empinam muita pipa! Putz eu tinha me esquecido das xiringas... Foi muito bom relembrar! Bom Carnaval!

    ResponderExcluir
  6. Oi Vi! Não tenho lembranças do carnaval. Acho que eu brincava normalmente. As mães no interior onde eu morei não permitiam brincadeiras com água, mas eu morria de vontade de soltar pipa. Era brincadeira dos meninos e a única menina que soltava era chamada de moleque pelas outras mães. Ela, a Eliete era feliz, brincava do que queria.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Que partilha legal! Reportou-me aos meus tempos de infância, brincavamos carnaval com a xiringa, mas apenas com água e muita diversão entre a garotada. Os matinês eram uma folia só, aí que saudades!!!
    Beijos e feliz carnaval!

    ResponderExcluir
  8. Não gostava de carnaval, queríamos viajar mas não tínhamos condições e a tv modificava a programação para transmitir os desfiles. Era tudo tão distante da nossa realidade de interior.
    Hoje aproveitamos para descansar.
    bjs

    ResponderExcluir
  9. Nossa, eu me lembro muito da "xiringa". Inclusive cheguei a ter uma... só não sabia que tinha esse nome. Eu também ia à "venda"... e fazia minha minha própria pipa, que voava mais alto que as dos meninos. Tempo bom!

    ResponderExcluir

Se você soubesse o quanto nos deixa feliz com suas palavras ,falaria mooooito mais !!!

Se você deixou um comentário e nós ainda não respondemos, não fique chateado, ás vezes demora, mas a gente chega lá !!!
Bjus 1000.

Subir