sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Banheiros, meu, seu, de todo mundo.

Oi Girls and boys, Vi, escrevendo..

Queridas e queridos certas noticias que chegam aos nossos ouvidos nos fazem pensar...

Um cidadão doente mental entra no ônibus e ejacula em uma moça, foi levado preso e o juiz mandou soltar, porque a legislação vigente não enquadra tal agressão como estupro.



Lá no Reino Unido, um camarada transgênero, condenado por estupro de duas meninas, foi transferido para um presidio feminino e lá começou a praticar "avanços sexuais indesejados" contra as demais detentas.

Uma universidade aqui em SP se adequando a uma lei Estadual passa a permitir que transgêneros usem os banheiros femininos.




Para uma pessoa ser transgênero, basta ela afirmar ser, ela se vê assim, ela se identifica assim, ela nem precisa estar caracterizada como mulher ou como homem.

Supomos que uma pessoa doente, como no caso do ônibus, que afirme ser transgênero como no caso do Reino Unido, vá ao banheiro feminino como na faculdade e pratique abusos contra mulheres e crianças que estejam no local.

Alguém pensou nisso?
Talvez tenham pensado, mas construir banheiros para pessoas transgêneros trariam prejuízos para as empresas, que já foram obrigadas por lei a adaptarem banheiros para deficientes físicos.

Então eles empurram a questão para  a parte mais fraca, o consumidor,  nesse caso seriam as consumidoras que são mais prejudicadas, que tem que ficar calada para não ser rotulada de preconceituosa ou conservadora.

Imagine uma jovem que estuda a noite (a noite dá mais medo) e dá aquela super vontade de ir ao banheiro, mas ela fica com medo, quem pode estar lá, uma pessoa que pode se dizer transgênero, mas é tarado, e que vai estupra-la. 



Você mãe, pai, além de se preocupar com assaltos, com acidente, com o tarado do ônibus, agora vai ficar pensando no tarado do banheiro.

Existe certas pessoas que sonharam com um Estado utópico, (sonho coletivo parece alienação) e nesse sonho, só existiam pessoas boas, respeitosas, que não prejudicam ninguém, não existem criminosos , pervertidos, tarados, corruptos, é tudo lindo.

No Estado utópico, não precisamos de banheiro feminino, masculino ou transgênero, porque todo mundo só vai no banheiro para excretar (fezes ou urina).


No mundo real, a violência sexual contra mulheres tem aumentado .

Sugiro que aprovem uma lei, onde todos banheiros públicos teriam que contratar pessoas para fazer segurança do local.

Acho ser essa uma boa opção, acabaríamos com banheiros femininos, masculinos, solucionaríamos o problema da discriminação, da possível violência sexual contra mulheres e ainda geraríamos emprego na área da segurança.

E você, o que acha dessa lei que permite que pessoas que afirmem ser transgênero usem o banheiro feminino?

                                    Vou me despedindo de vocês
Obrigada pelo carinho e Atenção ..
 muitos beijos ..
Meu carinho para vocês:
Imagens: Pinterest
Tchau,Vi

4 comentários:

  1. Olá meninas,
    Em relação aos banheiros, eu trabalhei numa ong com transgeneros e essa é uma discussão muito antiga, para eles/elas é constrangedor usar o banheiro destinado ao seu sexo oficial e também constrangedor para o homem/mulher que está naquele banheiro. Imagine você um trans feminino, com nome de mulher, roupa de mulher, porte fisico de mulher, mas que na verdade é homem, pois nasceu homem, em qual banheiro essa pessoa deve entrar? É muito complicado, não fomos educados para lidar com as diferenças e vivemos num mundo em que não podemos confiar em ninguém. Nessas horas vale o bom senso, mas o que o meu "bom senso" diz não é o mesmo que o seu diz, e aí vem as discussões.
    Beijos meninas.

    ResponderExcluir
  2. Amiga, isto é Brasil! E tudo que falamos pode virar racismo, preconceito.
    Com esse pensamento do Padre Fábio de Melo, desejo a você e sua família tudo de bom no dia de hoje e que no futuro venham dias melhores e felizes.
    “Você é quem decide o que vai ser eterno em você, no seu coração.
    Deus nos dá o dom de eternizar em nós o que vale a pena, e esquecer definitivamente aquilo que não vale...”
    Abraços da amiga Lourdes Duarte.

    ResponderExcluir
  3. Aí Vi....eu só queria que o mundo parasse pra eu descer (com minha família), sabe? Para onde estamos indo? O que eu faço, além de me desesperar? Procuro educar meu pequeno para que não seja preconceituoso, para que respeite as meninas, para que se proteja e não permita que mexam nas "suas partes", enfim... é um desafio responder seus questionamentos, pois é muito observador. #Cansada #Valores #ComoExplicar?

    ResponderExcluir
  4. Escrevi 5x comentario, não sei o que aconteceu. snfff

    ResponderExcluir

Se você soubesse o quanto nos deixa feliz com suas palavras ,falaria mooooito mais !!!

Se você deixou um comentário e nós ainda não respondemos, não fique chateado, ás vezes demora, mas a gente chega lá !!!
Bjus 1000.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Voltar ao topo