quinta-feira, 30 de julho de 2015

Levada da Breca?

Oi girls and boys, Vi, escrevendo ..

Queridas e queridos talvez alguns de vocês desconheçam a expressão 'levada da breca', pois é antiga e está em desuso, mas Rita Lee faz uso dessa expressão em sua musica Tatibitati e por coincidência tem tudo a ver com meu post.



Se você desconhece a letra da música pode dar uma conferida abaixo: 

"Quando eu nasci /Minha mãe dizia/Tome cuidado/Com o bicho papão/ Não dê ouvidos/Às más companhias/Siga o instinto
Do seu coração

Fiquei mocinha/Sabe como é.../O tal bicho papão/Virou meu namorado
Eu sou má companhia/Pra quem não tiver
Um coração que vive apaixonado

Sempre fui levada-da-breca/Brincar de médico/É melhor que boneca...
Sempre fui levada-da-breca..."

Quem de vocês já foi 'levado da breca', ou teve um parente 'levado da breca'?

As crianças 'levadas da breca' de antigamente, são as que hoje em dia recebem o rótulo de sofrerem de transtorno de Deficit de Atenção, (mesmo que não sofram deste transtorno, virou moda dizer isso e intoxicar crianças de drogas que elas não precisam.)

Eu tive duas primas 'levadas da breca'..
Elas eram da 'pá virada', faziam cada arte, inventavam cada mentira cabeluda..
E podem ter certeza, elas achavam mesmo que brincar de médico era muito melhor que brincar de boneca..



Se tivessem sido bem orientadas com certeza seriam escritoras famosas, pois tinham muita criatividade..

Seriam atrizes dignas de Oscar, pois contavam suas lorotas, e se fosse necessário se desmancharem em lágrimas, elas faziam isso tranquilamente.

Uma delas esteve apaixonada pelo irmão de uma amiguinha, então disse para amiguinha, eu tenho um irmão lindo, de olhos azuis, loiro, alto, assim, assado.. e todo dia ela falava do irmão para amiga, até a amiga ficar louca pelo irmão da minha prima.



Então minha prima disse, eu apresento meu irmão, incentivo ele namorar com você, se você apresentar-me seu irmão.

A amiga topou na hora, e foi correndo apresentar o irmão para minha prima..

Mas quando chegou a vez da minha prima apresentar o irmão dela, ela não apresentou, deixou a amiga chorando com o coração ferido..

Minha prima não tinha irmão, era tudo mentira.

Claro que tanto "talento" e "inteligência", não se devia ao fato de uma capacidade intelectual acima do padrão;

Eram como a maioria das crianças, nenhuma das duas nunca foram chegadas aos estudos,  abandonaram a escola na primeira oportunidade, porque tinham que "aproveitar a criatividade" delas de uma forma mais dinâmica.. (se é que vocês me entendem)..



A diferença entre elas e as demais crianças da mesma idade delas, não era hiper-atividade, ou "QI", mas falta de orientação, de educação, pois a mãe delas tinha que trabalhar e quando estava em casa preferia se omitir quanto a educação delas.

Diferente da minha mãe, que nunca se omitiu quanto a nossa educação, se fizéssemos algo errado, seriamos castigados..

Portanto achávamos mais inteligente da nossa parte, não desenvolver nossos "talentos" (nosso potencial destrutivo) e sermos simplesmente crianças como as demais crianças e obedecer nossos pais.



Infelizmente minhas primas deixaram esse mundo ainda jovens, porque "curtir a vida adoidado" é muito legal em filmes, novelas, na ficção..

Na vida real, o preço é bem alto, muitas vezes o preço é a própria vida.

Vou me despedindo de vocês
Obrigada pelo carinho e Atenção ..
 muitos beijos ..
Meu carinho para vocês:
Foto: Pinterest

Tchau,Vi
Obs: Todas imagens que não tem o link do autor, é porque a imagem já esta tão difundida na internet que é impossível determinar seguramente quem é o autor, para saber onde encontrar a imagem, click com botão direito do mouse na imagem, ao abrir a janela, click em 'pesquisar essa imagem no Google' e aparecera o histórico de todos blogs, sites, e etc onde tem a mesma imagem.

20 comentários:

  1. Bom dia Vi! Que história heim! Uma pena o fim precoce sem tempo para curtir a vida de uma forma mais segura e cheia de amor! Vamos fazer arte sim...mas as nossas artes, na costura, nas bonecas, nas cores, colas e linhas...isso vale muito!
    Beijos!
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir
  2. sabe eu acho que o mundo não está preparado pros "levados da breca' e como todos os diferentes sao marginalizados.Por essa falta de acolhimento geralmete se auto destroem,nè?Adorei esse texto

    ResponderExcluir
  3. sabe eu acho que o mundo não está preparado pros "levados da breca' e como todos os diferentes sao marginalizados.Por essa falta de acolhimento geralmete se auto destroem,nè?Adorei esse texto

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Vi! Como educadora tenho contato diário com crianças "levadas da breca" ou como se diz, com deficit de atenção. Crianças que fazem arte é muito comum, assim como eramos ou tínhamos primos, não é mesmo? O que me preocupa são as crianças que fazem arte por pura maldade e isso está cada vez mais comum, então vamos investigar e verificamos que essas crianças foram abandonadas pelos pais ou não têm amor e atenção dos mesmos.
    Já ouvi mães dizendo: "Professora, eu não sei mais o que fazer com ele. Ele é quem manda lá em casa." Como assim? A mãe perdeu o controle? Com certeza faltou atenção, um bom bate papo e amor, muito amor. Hoje em dia os pais não dão limites até porque os mesmos não têm. É isso! Alguns não sabem discernir o certo do errado.
    Adorei o assunto abordado. Bjs

    ResponderExcluir
  5. Oi Vi, eu era "levada da breca", no bom sentido rsrs
    Eram traquinagens de criança, nada que prejudicasse alguém.
    Infância maravilhosa.
    Mas tem crianças que precisamos "ficar de olho", conheci algumas perigosas .....
    E tem aquelas que são hiperativas mesmo e precisam de mais atenção e ajuda.
    Obrigada pelas lindas flores.
    joturquezzamundial
    Beijos querida.

    ResponderExcluir
  6. Adorei o texto!!!
    Realmente hoje em dia é moda entupir as crianças de remédios e enxergar problemas onde não têm...quando, na maioria das vezes, o problema está na omissão dos pais em serem responsáveis pela formação. O mundo está ficando cada dia mais louco, né?
    Beijos!!!! =)

    ResponderExcluir
  7. Adoro os textos das histórias da vida de vocês. Adoro a Rita Lee e essa cantiga é bem legal mesmo. E esse povo que leva a vida levada da breca é mesmo muito inteligentes!! Acho incrivel a arte de mentir e contar lorotas, não consigo! Sempre fui muito certinha e não consigo fazer isso e nem levar a vida assim!
    Beijos
    adriana

    ResponderExcluir
  8. Oi Vi! Sempre fui muito "muleca levada" como dizia minha avó, pois fazia muita arte, era curiosa, já d defendia minhas ideias, era rueira em minhas horas de folga...Não conhecia o termo "levada da breca" com esse sentido tão pesado, de mentiras, mazelas, gostar de brincar mais de brincar de médico....Vou te confessar, só não fui namoradeira porque os meninos não se interessavam por mim pois era gordinha e feia, mas vivia apaixonada! Acho que foi só uma questão de oportunidade hehehe, só fui beijar na boca aos 18 ou 19...
    Até hoje não gosto de rótulos, as pessoas têm que ser felizes ao seu modo desde que não prejudiquem ninguém e quando crianças os pais devem estar atentos pois nosso caráter ainda está em formação...
    Esse tema é ótimo!
    Bom final de semana, beijos!

    ResponderExcluir
  9. Sim já ouvi e já falei "levada da Breca", mas não sei de onde vc tirou que é tão antigo assim, menina nasci ontem e me lembro como se fosse hoje usando essa expressão....kkk...

    ResponderExcluir
  10. Eu sempre fui mais calmo, já minha irmã, não colocou fogo na casa por sorte, somos o oposto, mas minha mãe sempre nos educou da mesma forma e minha irmã, sempre estava de castigo, mas mesmo assim não adiantava muito bastava se descuidar dela por alguns segundos que lá estava ela aprontando, com o tempo e o amadurecimento ela colocou a cabeça no lugar e hoje é uma grande mulher, mas acho que seja a presença e o cuidado que minha mãe sempre teve..
    Compartilho da mesma opinião que você sobre as crianças com transtorno hoje em dia, é assustador, na faculdade e principalmente em estágios tenho percebido o quão ausentes estão os pais, e para compensar deixam os filhos fazerem o que querem para compensar a falta.. Adorei o texto, sempre pertinente e atual, haha deu pra perceber pelo tanto que falei nos comentários.. BjoO grande!!

    Att; Wesley Felício

    ResponderExcluir
  11. Olá Vi! Conheço a expressão "levada da breca", mas não sabia que é antiga, cof cof. Rsrs.
    Conheci muitas pessoas assim durante a minha infância e adolescência e infelizmente não tiveram um final feliz. Muitos já partiram deste mundo e outros não tenho notícias. Quanto aos medicamentos ministrados por especialistas hoje, concordo contigo. Diagnósticos idênticos para problemas diferentes e às vezes a atenção dos pais é o que os filhos precisam para mudar. Bejos

    ResponderExcluir
  12. Girls,

    Ahhh falar de mim mais jovem... eu era (continuo sendo) cheia de ideias, levada com cara de santa, viajei.... sobre deficit de atenção, certamente não era meu caso. Acho que eu era até ligada demais, deve ter sido o choque que tomei aos 5 anos, fiquei eletrica.

    Sobre a imagem da guilhotina, tive um ataque de riso.

    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Acho que fui levada, só um pouquinho, rsrs...Lá em casa tinha uma "Geralda Texeira", que cheirava mesmo, não duvide...Ainda hoje, vejo a omissão de tantos pais e mães, que tenho pena do futuro das crianças sem eira, nem beira. Deus as proteja, amém!
    Beijos, Ana

    ResponderExcluir
  14. Oieeeee Vi...
    kkkk Morri de rir com a história da sua prima kkkk que doidinha kkkk
    O pior é que minha irmã era assim Vi :( e até um ano atras ainda agia dessa forma, mentiras, ilusões....ao ponde dela acreditar nas próprias mentiras e vive-las.
    Até levar um soco na cara da vida né...bem, acho que abriu os olhos e virou menina boazinha kkkk tomara, ah, detalher, ela tem 25 anos kkkkk
    Mas é estranho como hoje em dia a mídia da nomes para coisas simples né?
    Tenho preguiça, por isso a pediatra dos meus filhos e a mesma que cuidou de mim kkkk pq essas novinhas entram no embalo e querem encontrar de tudo, doenças que a criança coitada nem tem kkkkk

    Bem, vou indo Viiiii, um beijo enorme pra você e outro enorme pra Pepinha <3 <3 <3 não consigo vir com frequência visitar vocês, mas sempre que posso estou aqui ;)
    Bom final de semanaaaaa
    Beijão

    Luh

    ResponderExcluir
  15. Oi Vi!
    Fui babá de uma criança assim, eu tinha 15 anos e ela 8.
    E eu só fiquei sabendo pq um dia ela tentou me enforcar rs!
    Então tive que conversar com a mãe, assim ela me contou sobre a condição dela, isso no ano de 2004.
    Hoje em dia a menina é super sucedida pra idade dela 19 anos, mas os pais foram bem orientados para cria-lá.
    Acho que o único erro deles foi colocar uma menina de 15 pra cuidar dela rs!
    Cuidei dela até ela completar 11 anos e eu com 18 e aprendi ama-lá e compreende-lá.
    O importante mesmo é a orientação dos que cercam esses levados da breca.
    Bjuss!

    ResponderExcluir
  16. Vi que texto maravilhoso ,me tocou viu ... Eu fui levada da breca (quebrei o mesmo braço tres vezes rsrs),mas td dentro da normalidade ,até porque minha mãe sempre foi linha dura ,se é que vc me entende kkkkkk. Dai tive meus filhos e me coloquei no lugar dela sabe ,eu vi o quanto é difícil e trabalhoso educar um filho. Assumi cada segundo dessa responsabilidade e os meus tres levados da breca ,estão se tornando homens de bem,graças a Deus. O que vemos hj é que muitos pais não querem assumir essa responsabilidade ,ter um filho hj é um evento,td é pensado ,na festa disso ,festa daquilo ,vou colocar na escola o mais rápido possível ,mas na responsabilidade de que é um ser um evolução e que se não for bem direcionado ,vai se perder ,ah isso não é pensado mesmo.É uma pena ,porque se queremos um mundo melhor para os nossos filhos ,tbm temos formar filhos melhores para o nosso mundo.
    Bjooo querida
    Sonitcha

    ResponderExcluir
  17. eu nunca fui levada(mentirinha rsrsrs)
    amei o post
    beijokas Vi e Pepa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vi querida,
      Eu fui um pouco levada da breca.mas meus pais sempre nos corrigia com rigor em
      qualquer situação,era uma linha bem dura.Hoje vejo os pais só dão presentes e nunca
      presente,de quem é a culpa?Seus post sempre maravilhosos!Um excelente domingo,
      fique com Deus.
      Um super beijo

      Excluir
  18. Oi Vi!
    Eu tenho 2 primas que eram, são e serão eternamente "levadas da breca" kkk
    P/piorar a situação, elas são gêmeas e nutrem entre si uma relação de amor e ódio. Elas brigam o dia inteiro, mas se alguém meter a colher, aí amiga, elas se unem e acabam com quem se meteu entre elas kkkk
    Mesmo assim eu amo as minhas primas! kk
    Bjsss meninassss e uma semana de muita paz, sucesso e abençoada p/vcs

    ResponderExcluir
  19. Acho um absurdo crianças tomarem certos medicamentos. Agora tudo é transtorno, déficit etc.....Sempre você dando show com suas postagens. Bjs

    ResponderExcluir

Se você soubesse o quanto nos deixa feliz com suas palavras ,falaria mooooito mais !!!

Se você deixou um comentário e nós ainda não respondemos, não fique chateado, ás vezes demora, mas a gente chega lá !!!
Bjus 1000.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Voltar ao topo