quinta-feira, 6 de março de 2014

Sementes multiúso.

Oi Girls and boys, Vi, escrevendo..

Queridas e queridos estava lendo a revista Seleções, quando me deparo com um artigo super interessante sobre reaproveitamento e reciclagem.

Essa reciclagem, envolve pesquisa, ciência, tecnologia, merece ser divulgada por ser uma invenção brasileira, e pelo seu valor social.

Próteses de osso, feitas com semente de açaí.


Foto: Antoninho Perri/Divulgação/Detalhe do polímero criado pela Unicamp a partir de sementes de açaí

A maior parte dessas sementes eram descartadas, sem finalidade,  mas agora tem mais essa utilidade.

Quer saber mais sobre isso, segue o link pesquisa FAPESP.

Quando disse acima, tem mais essa utilidade, estava me referindo ao fato de que a semente já é utilizada no artesanato e para fabricação da biojóias.



E quando falamos de Biojóias, temos que falar da Bia, da Jubiart, que faz trabalhos maravilhosos com sementes de diversas plantas, inclusive com sementes do açaí.


Conheça mais da coleção 2014 de Biojóias.

Voltando as minhas leituras, (quando não tenho livros para leitura , leio as revistas Seleções, sou apaixonada por elas, então quando passamos em algum Sebo, compramos algumas por um preço camarada.)

Estive lendo o livro que  a Andréa Prado emprestou, Ensaio sobre a cegueira.

Não é um livro de leitura fácil, tanto pela redação, como pela historia, e pode ser encarada como mera ficção, sem causar medo..

Como pode ser encarada como uma realidade próxima, causando muito medo.

Opinião do autor: "Este é um livro francamente terrível com o qual eu quero que o leitor sofra tanto como eu sofri ao escrevê-lo. Nele se descreve uma longa tortura. É um livro brutal e violento e é simultaneamente uma das experiências mais dolorosas da minha vida. São 300 páginas de constante aflição. Através da escrita, tentei dizer que não somos bons e que é preciso que tenhamos coragem para reconhecer isso."




Fiquei meditando, quando surgiu a AIDS, como as pessoas apavoradas sem saber como era o contagio, evitavam até de pegar nas mãos dos doentes.

Lembrei dos relatos sobre a lepra, onde os doentes eram isolados e maltratados, e muitos eram até assassinados.

Então pensei, esse livro não é tão ficção assim, o autor deve ter se inspirado em muitas epidemias que tenha visto, relatos de campos de concentração e  etc., e escrito esse livro para nos pensarmos na nossa existência.

*Livro: Ensaio sobre a cegueira, José Saramago, com 310 paginas.




SinopseUm motorista parado no sinal se descobre subitamente cego. É o primeiro caso de uma 'treva branca' que logo se espalha incontrolavelmente. Resguardados em quarentena, os cegos se perceberão reduzidos à essência humana, numa verdadeira viagem às trevas.'O Ensaio sobre a cegueira' é a fantasia de um autor que nos faz lembrar 'a responsabilidade de ter olhos quando os outros os perderam'. José Saramago nos dá, aqui, uma imagem aterradora e comovente de tempos sombrios, à beira de um novo milênio, impondo-se à companhia dos maiores visionários modernos, como Franz Kafka e Elias Canetti. Fonte Livraria Cultura


Se quiserem saber mais, indico essas resenhas do livro Link1 e Link2.

E tem o filme, que dizem ser bem fiel ao livro: ww.youtube.com/watch?v=3FOMTO8axVM

Cena do filme

Vou me despedindo de vocês
Obrigada pelo carinho e atenção..
 muitos beijos..
Meu carinho para vocês:
Tchau,Vi.

22 comentários:

  1. Bom dia Vi!
    Essas sementes são incríveis. Muito bom saber que elas podem fazer próteses.
    Quanto ao livro, já ouvi falar e este já está na lista.
    Xeros

    ResponderExcluir
  2. Nossa, não sabai que dava nem para fazer bijuteria...
    E fica lindo... com mais essa descoberta ainda...
    Coisa boa demais :)
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Ola meninas!!! Já conhecia o trabalho da Bia, tenho um colar de sementes de melancia. A dica do livro já esta anotado, embora no momento estou mais querendo romances...
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Interessante a informação sobre as próteses, procurarei me inteirar mais sobre o assunto. Amo bijus feitas com açai, ficam lindas e delicadas. Bjs

    ResponderExcluir
  5. Livro interessante esse! Aliás Vi, amei seu post com sempre. Quanto a protese de sementes de açai, tomara que a pesquisa vá em frente... bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi Vi, o Brasil é tão rico em flora é uma pena que o interesse seja tão recente, depois de roubarem muitas plantas e sementes daqui. Nós deveríamos, prestigiar mais, os ensaios e pesquisas nacionais.
    Amei conhecer os trabalhos da Bia, são "verdadeiras jóias" artesanais.
    Quanto ao livro, já sei demais sobre mim, para me desassossegar mais.
    Vi, estou mais no que me faz bem e você é uma das preferidas, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir
  7. Oi Vi... eu vibro de felicidade com as descobertas brasileiras (e que devem ser divulgadas para incentivar outros pesquisadores) na medicina e também para tornar a vida do ser humano melhor. Adorei a matéria sobre a "prótese de osso", o plástico de açaí.
    E a Bia sabe fazer arte com estas e outras sementes. São lindas as jóias naturais que ela confecciona.
    Da obra, já li o livro e assisti o filme. Também achei assustadora a perspectiva de ver o ser humano resumido à sua essência. No desespero nos mostramos, nos revelamos...

    Beijos e excelente finzinho de semana!

    Luiza Mallmann

    ResponderExcluir
  8. Vi, eu já li este livro e vi o filme...eu fiquei de boca aberta com a ideia de Saramago e como vc disse é ficção, mas muito próxima da vida real!Bjs.

    ResponderExcluir
  9. essa descoberta das sementes realmente é um achado...realmente desperdiamos muito das nossas riquezas e agora poder sonhar em mais uso para elas é incrível né....
    O lance da cegueira d o homem vem retratada em tanto desamor e na falta de interesse com o proximo ....ficamos tão presos no nosso mundinho que esquecemos que temos outras pessoas em nosso entorno, e as vezes um sorriso, uma palavra de carinho podem fazer a diferença....A cegueira que se alastra no ser humano é essa a do desamor...Agora fiquei querendo ler o livro....afff...minha lista do que eu quero só cresce...bj e boa semana

    ResponderExcluir
  10. Oiiii meninas, eu assisti o filme do livro que mencionou, e é absolutamente agoniante, nossa, um horror imaginar que o Ser humano pode se tornar um NADA, o filme é bem reflexivo, demorei dias p esquecer srr Bjosss

    ResponderExcluir
  11. Olá meninas,
    Muito interessante saber que as sementes estão sendo usadas para prótese
    Amo visitar sebos, estava combinando de ir essa semana, mas furou, buááá.
    Não conhecia o trabalho da Ju, mas vou lá visitar a pagina dela no face.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Vi, lindas as biojóias.
    Realmente tudo se aproveita.
    E no artesanato parece que estamos sempre um passo a frente no quesito reciclagem.
    Quanto ao livro, eu não li, mas vi o filme.
    Amei o filme, é muito bom e imagino que seja bem fiel ao livro, pois vi uma entrevista do diretor que é brasileiro e como ele tinha medo de decepcionar o Saramago.
    Então tentou fazer o filme o mais fiel possível e também vi o Saramago dizendo que aprovou o filme.
    Realmente é muito interessante e achei a história muito possível de acontecer e muito dentro da realidade quanto às reações das pessoas.
    Bjos

    ResponderExcluir
  13. Olá garotinhas amadas, passando pra deixar aquele beijo!!!

    ResponderExcluir
  14. Oi gurias!
    Porreta essa sementinha de açaí a frutinha uma delícia!
    ler nem pensar , ainda não recebi alta para leituras, mas já vi o filme, gostei!
    bom fim de semana! bjssssss

    ResponderExcluir
  15. Oi Vi, obrigada pela visita.
    A foto da cachoeira é em Bonito-MS
    As carpas e a foto da chuva é num parque em San Francisco -US.
    Bjos

    ResponderExcluir
  16. Olá vi!
    Agradeço a visita no bloguinho flor!
    Amo biojóias!São lindas,sem contar que o look rústico é uma charme!
    Ainda não li o livro,do filmes já me falaram e como me falaram que é triste eu nem procurei assistir rs
    Bom fim de semana para vcs!
    XerOOo

    ResponderExcluir
  17. Saramago é incrível! Vi e li Ensaio Sobre a Cegueira e recomendo os dois.
    É impressionante como podemos aproveitar as sementes, não é?
    Bjoks

    ResponderExcluir
  18. Vi, a natureza é perfeita. Imagino o quanto essa descoberta de mais uma utilização das sementes, as quais Bia aproveita e aprecia tanto. Acho que todas as respostas que precisamos sobre curas também estão na natureza.
    Quanto a ler Seleções, amo muito tb. A gente aprende demais e se diverte com as reportagens.
    O "Ensaio sobre a cegueira" está na minha lista, mas tenho preguiça do Saramago, pelo modo que ele escreve, sem pausa. A gente nunca encontra o momento de parar. rs Não vi o filme, prefiro ler o livro antes.
    Beijo e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A frase ficou sem acabar: Imagino o quanto essa descoberta de mais uma utilização das sementes, as quais Bia aproveita e aprecia tanto, terá uma grande utilidade para a ciência, de um modo geral. Principalmente na área da ortodontia, onde a perda óssea é muito comum, e na ortopedia, em geral.

      Excluir
  19. A natureza nos proporciona curas incriveis! Utilizadas tbm no artesanato e agora essa nova descoberta! A natureza eh maravilhosa!!! Gosto de Saramago e ja li Ensaio Sobre a Cegueira.Bjs e um final de semana de muita paz!!!

    ResponderExcluir
  20. Ai, será que leio ou não? Tem a coleção inteira do Saramago aqui. Obrigada pelas dicas.

    Bjs Vi.

    ResponderExcluir
  21. Este livro é bem difícil mesmo, intenso. O filme pega mais leve, vamos dizer assim, pq tem partes que foram cortadas, por causar reações negativas, de tão fortes.
    Seleções tem várias matérias interessantíssimas mesmo. Assinei por um período, mas já faz tempo.
    E essa das próteses de ossos a partir de semente é sensacional mesmo. Tomara que haja o investimento e apoio necessários.
    Bjns
    :)

    ResponderExcluir

Se você soubesse o quanto nos deixa feliz com suas palavras ,falaria mooooito mais !!!

Se você deixou um comentário e nós ainda não respondemos, não fique chateado, ás vezes demora, mas a gente chega lá !!!
Bjus 1000.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Voltar ao topo