quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Amor, shows , propagandas, o quê essas coisas tem em comum?



Oi Girls and boys, Vi, escrevendo..


Queridas e queridos, pensando sobre essa frase, há amor em mim, cheguei à conclusão o que separa a certeza da duvida é um ponto.
E me aprofundando sobre a questão da duvida, há amor em mim? 


Amor é um aprendizado, a gente nasce capacitado a desenvolver qualidades, talentos, e sentimentos, podemos amar, odiar, ou ser indiferente, tudo vai depender de como fomos ensinados e por que quem.

Quando nascemos em famílias que podem nos dar um bom ensino sobre o amor, temos mais oportunidades de aprendermos amar na plenitude do significado dessa palavra, mas quando nascemos em famílias sem estrutura teremos concepções erradas sobre o amor, dificuldade em amar, em alguns casos podemos desenvolver sentimentos negativos, como o ódio.

Mas como aprendemos a amar?

No carinho da nossa mãe, do pai, dos irmãos, no respeito, na dignidade, nos princípios éticos e morais. 



Amar é fazer, agir em prol do bem estar de alguém ou algo.

‘São João, disse certa ocasião, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obras e em verdade, ele está afirmando que não devemos amar só com palavras, mas com atitudes.

Posso afirmar que amo, quando faço algo para o bem de outra pessoa, da sociedade, da natureza e etc., se não faço nada, ou faço o mal, estou me enganando com palavras, criando uma imagem falsa de mim mesmo.

No meu aprendizado sobre o amor, ainda falta muitas lições, e a que eu acredito ser a mais difícil é amar o inimigo, aqueles que nos odeiam, que nos fazem mal.

Poderia citar alguns exemplos de pessoas que já aprenderam essa lição amarga, dura, difícil, mas vou ficar com um exemplo universal conhecido pela maioria, a de Jesus na cruz, pedindo a Deus que perdoasse seus algozes, pois não sabiam o que faziam.


E falando sobre amor, respeito e outras coisinhas mais, eu tenho um senso de justiça que muitas vezes me constrange e muitas vezes me faz sentir vergonha alheia.


Por essas e por outras foi que senti vergonha da situação que expuseram o Milton Nascimento, cantando uma musica do Freddie Mercury..
Milton é compositor, cantor, ícone da MPB, que deveria ser homenageado por todo trabalho cultural que fez e faz pela nossa nação. 



Vocês conhecem a tal mensagem subliminar?

Pois eu entendi aquela “homenagem” ao Freddie como se estivessem dizendo, esse cantor não tem seu repertorio, nem talento, nem historia, é ultrapassado, então tem que homenagear outro cantor internacional.

Não que um cantor brasileiro homenagear um cantor internacional seja demérito, mas as circunstancias do momento davam margem a esse tipo de interpretação.

Outras situações que me causam vergonha alheia, o comercial com cantor Biafra, fica subentendido que o cantor só serve para espantar assaltantes, ou que ele cantando parece àqueles alarmes falantes, atenção, esse veiculo esta sendo roubado...

Sinto-me humilhada por eles. 


Sei que alguns dirão, mas eles se sujeitaram a isso livremente!
Na vida existem pessoas ambiciosas que fazem qualquer coisa pela fama e pelo dinheiro, e existem aquelas pessoas que fazem por extrema necessidade.


Conhecendo como muitos artistas encerram a carreira na mais absoluta miséria, fico na duvida sobre o que leva certas pessoas aceitarem situações constrangedoras.

Mas como falei de comercial de TV, tem um que incita e ensina a pratica criminosa.
Ensina a aplicar 171, enganar as pessoas, vender gato por lebre, vender roupa usada como nova, use tal sabão em pó e engane seu próximo.

As faculdades de marketing deveriam incluir em seu currículo legislação brasileira, talvez evitassem absurdos. 

E relacionado a tudo isso que falei, la no site Eu quero viver bem, da Nutry, tem um artigo muito bom, Hora de mudar, que vale a pena ler e meditar sobre a necessidade de certas mudanças em nossa vida.


Obrigada pelo carinho e atenção... muitos beijos..
E meu carinho para vocês:

Tchau, Vi

12 comentários:

  1. Tirou as palavras da minha boca!!!!
    Há alguns dias, vendo aquela propagando com o cantor Biafra, fiz o mesmo comentário ao meu marido... como uma pessoa se deixa ser vista em uma situação em que seu orgulho é pisoteado????
    Eu seu que cada um tem seus motivos, talvez precisasse muito do cachê, enfim, mas deixar-se humilhar desta forma?
    Vamos "passear" um pouco mais pelos "apelos comerciais": mulheres expoem seus corpos de forma humilhante em comercial de bebidas... loiras que se passam por burras para satisfazer egos masculinos... dançarinas em poses que há muito deixaram de ser sensuais...
    Onde estamos????? Cadê a dignidade??? O que será dessas crianças que assistem a tudo isso percebendo que o que realmente vale é o "deus" dinheiro????
    Vamos acordar!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Palavras tão necessárias, Pepa!
    Obrigada.

    Beijos,

    Eneida

    ResponderExcluir
  3. "Concordadíssimo", Vi!
    Com o amor (ou a falta dele), com o Milton, com o Biafra, e sobre o tal comercial, que também já havia achado absurdamente baixo...
    Tem ainda a humilhação de um ator (o "Dara", lembra?) no comercial do novo carro da Fiat...
    E como você conseguiu listar e conectar bem todos estes assuntos em um post só, nem imagino... Acho que nossa indignação sempre dá um jeito de se mostrar quando fica "entalada" na garganta, né?
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi Vi, achei super correta sua postagem neste momento. Eu também vi o comercial do Biafra e fiquei chocada. Outro dia assisti pela primeira um programa e vi o tal de Mion fazendo o compositor do grupo E o tcham de idiota na frente de todo mundo, inclusive do próprio que sorria tão sem graça que dava para perceber que ele queria se enfiar debaixo de uma mesa.Achei uma baixaria imensa. Ele ria das letras e da coreografia do grupo. Acho que se ele não gosta devia se calar e não levar no programa o autor pelo simples prazer de ofendê-lo. Não lembro o canal mas acho que deveria ser revisto esse tipo de situação. Parabéns Vi, por nos fazer pensar. Vou passar no site EU QUERO VIVER BEM para ler o post. Bjus.

    ResponderExcluir
  5. É algo inacreditável mesmo o comercial do Biafra!!!

    Isto é falta de amor próprio,eu acho...


    saúde e paz

    ResponderExcluir
  6. Uau!!!!!!!
    Sábias palavras, parece que nossa conexão vai além do virtual,falamos sobre os mesmos assuntos aqui em casa, me revoltei com a propaganda do Biafra( incluo na lista Beto Barbosa) na propaganda de cerveja, em algum momento de nossas vidas todos cantarolamos "voar voar subir subir" ou nos embalamos ao "preta fala pra mim",( AMOR não é descartável) acho que a TV tem papel importante na educação e deveria ter critérios éticos.
    Ah! se só cumprissemos os dez mandamentos.
    Cut beijos esperançosos de um amor maior

    ResponderExcluir
  7. Oi Vi, é muito triste mas tenho que concordar com você !!!
    Agora entender o que faz uma pessoa a se submeter a um constrangimento desses, vai saber né ...
    Mas falando de Amor, também concordo com você quando diz que o Amor é um aprendizado e eu espero estar conseguindo ensinar ao meu filho o que é o verdadeiro Amor !!!
    Beijos no coração
    Marcia

    ResponderExcluir
  8. Oi Vi! Exatamente isso que estava comentando aqui em casa.
    Os absurdos que acontecem.
    E para "coroar" você já viu o comercial da Gisele para a Hope?
    Eu não gostei, está denegrindo as mulheres, insinuando que elas teem que tirar a roupa para conseguir "dinheiro" de maridos ....
    Vergonha alheia total!
    E tem mulheres que acharam super bacanas o comercial.
    Respeito, afinal cada um tem sua opinião.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Vi, sou da mesma opinião. Só não exponho meu ponto de vista porque já fiz isso muitas vezes e geraram discussões que saíram do controle. Tenho uma grande amiga, há quase 30 anos, e discordamos em muitos pontos, até bater boca, mas no final a gente se abraça, se desculpa pelo tons, dá mais uma bronquinha, chora e ri. Tudo junto. Isso é amor, inclui respeito, perdão, carinho, esperança de que tudo seja melhor.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Se colocassem o termo "ética" em uso, já iria mudar muito...
    Como sempre, vc escreve o que a gente pensa aqui, do outro lado da telinha...
    Bjs,Ana

    ResponderExcluir
  11. Concordo em gênero, número e grau, acho que isto tudo está atrelado a ganancia e falta de respeito o outro, e é claro falto do exercício de amar, post muito bom, abraços.

    ResponderExcluir
  12. Vi,

    Tem gente que se submete a tanta coisa pelo dinehiro...o exemplo de Biafra ficou assim escancarado na minha mente quando assisti, pensei q nem vc...
    o mundo ta precisando de um pouco mais de respeito também. até pela internet sabia?

    bjinhos

    ResponderExcluir

Se você soubesse o quanto nos deixa feliz com suas palavras ,falaria mooooito mais !!!

Se você deixou um comentário e nós ainda não respondemos, não fique chateado, ás vezes demora, mas a gente chega lá !!!
Bjus 1000.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Voltar ao topo